Quem se casar

Encontre uma pessoa com quem você queira se casar e fale com ela. As pessoas que estão disponíveis para casamento ficarão encantadas quando você passar por elas ou conversar, mas há uma lista completa de NPCs que podem se casar com você.. Em alguns casos, você precisa completar uma missão para a pessoa que você escolher antes de continuar o processo até o casamento. Na série 90 Dias para Casar, que estreou em janeiro de 2014, os casais são compostos por um cidadão americano e um estrangeiro que já solicitaram e obtiveram um visto K-1, também conhecido como “visto de noivo”, que permite ao estrangeiro entrar nos Estados Unidos sob a condição de que se casem com seu outro significativo dentro de 90 dias. Conseguimos prever quando você vai casar com 95% de precisão. Sério, é ciência (mentira). by Crystal Ro. BuzzFeed Staff. Para começar, você está namorando? Sim Sim. Não ... Realize o seu cadastro, organize o seu perfil com as suas informações e preencha os itens do “Quem eu busco”. Com todos esses passos preenchidos você estará pronto(a) para aparecer na busca da sua alma gêmea, quem sabe! Vem para o Quero Casar se relacionar! Em meio a tudo isso, a oração é um ponto fundamental para sustentar quem está namorando e quem já está noivo. Se quisermos ter um bom casamento, precisamos ser pessoas de oração . Confiando em Deus, experimentamos a Providência Divina em todas as coisas, no tempo adequado, seja nas coisas materiais, seja nas espirituais. Workshop Casar-se 2019 foi um sucesso! Jorginho & Natália Criatividade e bom gosto Beleza e Harmonia Quem casa quer casa Conforto e Praticidade +55 79 9809-3233; [email protected]; Bairro Jardins; Facebook-f Instagram Youtube. institucional. Sobre o Casar-se; Como anunciar; A Bíblia diz que Adão “se tornou pai de filhos e de filhas”. (Gênesis 5:4) Pelo visto, Caim ficou com medo desses outros descendentes de Adão e Eva. No começo da história humana, não era incomum o casamento entre parentes próximos. Por exemplo, Abraão, um servo fiel de Deus, se casou com sua meia-irmã. Ou seja, quem recebe pensão por morte paga pelo INSS não ficará sem o benefício se, porventura, casar-se novamente. Mas é preciso muita atenção! Existem EXCEÇÕES a essa regra! Isso se ... Após se arrumar se maquiar arrumar o cabelo, estava pronta para sair, 06:00, como prometido seu namorado chega para te buscar, logo você desceria, e ele te elogiava dizendo que estava mais linda do que no dia que ele te conheceu (anos atrás na escola). Logo ele fecha a porta do carro e entra na do motorista, ele te levava para jantar Se verdadeiramente se arrependeu da transgressão que efetuou contra a Palavra de Deus e pediu perdão ao Senhor, livre está para casar-se de novo, pois se Deus é apto a perdoar a todos os que o procuram, por que haveria o homem de não jogar no mar do esquecimento aquilo que nem o Senhor dos senhores mais quer lembrar?

NÃO POSSO OUVIR UMA MÚSICA SEM FICAR COM PARANÓIA

2020.09.25 05:16 britojp NÃO POSSO OUVIR UMA MÚSICA SEM FICAR COM PARANÓIA

2 dias atrás fiz um post aqui falando que não aguentava mais o meu pai, o que é verdade, tá a história inteira lá, mas agora, meu pai fica falando que "quem procura lei é quem quer roubar os outros", que "lutou pra ter essa casa só pra um desgraçado tirar", e que "o advogado só quer roubar dele". Isso porque eu fui com a minha mãe no advogado (antes da consulta eu comi na padaria do lado com ela e tava bom pra k7, não importa, foda-se, mas ajuda com minha paranóia) e ele disse que a casa do lado que mora minha tia e minha vó NÃO PODERIA SER VENDIDA porque minha mãe comprou antes de se casar com meu pai, o acordo era que meu pai vendesse a casa delas e comprasse outra pra ele e a nossa casa ficava pra mim e pra minha mãe, mas o advogado disse que ele não pode, e que como a marcenaria dele fica na casa delas, se ele quiser trabalhar lá, vai ter que pagar aluguel pra minha mãe, ele não sabe que ela foi lá, mas ele já tá falando isso e disse que se ela tivesse amor em mim ela não ia no advogado, agora eles discutiram leve, não vai acontecer nada, tão dormindo, e eu todo dia ouço música de fone no volume máximo de madrugada e não consigo, tava ouvindo e tirei o fone porque a cada refrão da música, que no refrão eu fico feliz, eu pensava que ele podia estar com uma faca no pescoço dela, e imaginando ela morta é pesado dms, não consigo OUVIR UMA PORRA DE UMA MÚSICA sem ficar doido. Alguém aí tem um conselho?
P.S.: Nós comentários do outro post, tinha um de fazer medida protetiva usando as gravações de como o pai da menina tratava a mãe dela, eu devo estar sem espaço de tanta gravação, mas eu tenho medo de ele sair de casa, eu tô na escola, minha mãe sai e ele segue e mata ela. Ele já seguiu ela antes. Toda hora que eu tento ficar em paz eu não consigo.
submitted by britojp to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 03:55 Davizinhothebrave A teoria dos Gadus determinados

A teoria dos Gadus determinados
O que são os gados?
Para entendermos o que seria um comportamento gadal ou ate mesmo como se indentifica um gado primeiro precisamos estabelecer o que é um gado. Segundo o filosofo Lucas Inultencilios , “ O termo gado se refere a massa de pessoas que é facilmente manipulada fazendo referencia a quando o rebanho de gados e manipulado pelo boiadeiro “ , com isso podemos deduzir que gado é todo aquele que é facilmente manipulado por mulheres , logo todo homem que se deixa ser manipulado por mulheres no comportamento de fazer tudo que elas pedem pode ser taxado de gado
Porem com o passar do tempo esse termo foi ficando mais amplo na nossa sociedade , foram adicionadas novas condições para taxar alguém , hoje não é apenas os manipulados pelo sexo oposto que caem no uso do termo gado , com meus estudos sobre o comportamento gadal e possível afirmar que gado também é todo aquele que dá a entender ter interesse em pegar mulher , mais especificamente todo homem que faz algo com intenção de pegar mulher poderá ser taxado , mas ainda sim essa definição não está completa, pois há casos específicos e delicados de serem analisados como por exemplo : quando uma mulher vai atrás de um homem e o mesmo não a impede de fazer algo , ele pode ser taxado ? A reposta para essa pergunta é sim, pois mesmo que não haja comportamento de busca ou ação de ir atrás, o ato de deixar rolar conscientemente ainda sim pode ser classificado como gado
Como saber que gado eu estou analisando?
Agora que sabemos qual é a definição de ser gado podemos classificá-los da forma devida e assim determinar que categoria se encaixa cada gado
Com meus estudos sobre esse assunto, minhas observações e experiencia nessa área em que se encontram os gados eu resolvi classificar esse grupo tão popular, mas com tão pouco conhecimento devido sobre o mesmo
Pois bem há três formas de se classificar um gado entre elas estão, o gado esperançoso, o gado guerreiro e o gado supremo. Cada um desses tem uma peculiaridade que os fazem estar sempre atrás de uma mulher, mas de formas diferentes assim podemos catálogos e saber que tipo de gado estamos analisando
Gado esperançoso
Gado esperançoso é todo aquele rapaz que quer pegar mulher mais vive atrás de maneiras ou desculpas para não ir atrás, eles são passivos e calculistas agem com paciência levam tempo para tomarem coragem para ir atrás de quem desejam. A característica psicológica desses indivíduos sugere timidez, falta de confiança e medo da rejeição. Um gado esperançoso pode ser facilmente visto como aquele que esta sempre na friend zone , ele não faz muito contato com o alvo que deseja se relacionar, o medo da rejeição pode ser presente em vários aspectos como por exemplo não contar para ninguém pois esse individuo pode contar para o alvo desse amor platônico e assim esse gado esperançoso acabara sendo rejeitado
Gado guerreiro
Gado guerreiro é todo aquele que está em constante busca de alguém para se relacionar , esse tem sempre tendência de dar o primeiro passo assim fazendo analogia aos guerreiro nas batalhas que sempre iam em frente não importando a dificuldade da luta, tinham constante determinação e independente de tudo sempre acreditavam no sucesso , assim são os gados guerreiros estão sempre a espreita de uma oportunidade, nunca deixam-na passar , para eles não importam dificuldade nem um desafio é grande demais , esses por sua vez tem . A característica psicológica de confiança porem também de carência impulsividade, mas também são visionários, pessoas otimistas e seguras de si, o gado guerreiro talvez seja disputa de pódio com o esperançoso quando o assunto é ser o mais comum na nossa sociedade
Gado supremo
Gado supremo é todo aquele que não diretamente ou deixa com clareza que ele quer pegar alguém , nunca vão atrás pois fazem jogos mentais e deixam a ação e o desejo de ir atrás para o alvo da paquera , são mestres da sedução a distancia raramente apenas em situações que fogem da curva eles fazem o primeiro contato com a pessoa desejada , esses por sua vez são pessoas na qual sua feição e semblante são tão chamativas que não é preciso que elas façam muita coisa para que haja um interesse de outra parte em tomar o primeiro passo assim eles quase nunca agem de forma a dar o primeiro passo .A característica psicológica desses indivíduos se dão como pessoas misteriosas com um ar de despreocupação, são pessoas que geralmente estão afastadas de grupos pequenos
Todo esse conceito ainda é apenas um começo, pois ainda tem muita coisa para ser determinada como por exemplo o termo gado engloba apenas homens ate o momento pois minhas pesquisas ainda estão determinando se é possível ampliar mais para outros gêneros como o feminino por exemplo
Como sabemos quem é gado e quem, não é?
Bom em teoria todo mundo é gado , pois como todos sabem temos instintos animais ate por que o ser humano é uma espécie de animal , com isso o desejo de pegar mulher esta dentro de todos nós assim que completamos 5 anos já que é ai que acaba a mielinização da medula que é quando a cabeça da criança já esta formada , dessa maneira mesmo que subconscientemente nós já estamos sentindo atração pelo sexo oposto no caso a mulher e pelo ambiente em que o feto foi formado ele já nasce com uma das três classificações do gadismo ou seja todo homem é gado , apesar de que muitos apenas consideram gado quando surge o interesse em pegar mulher, mesmo quando o interesse propriamente dito ainda parece oculto ele já incluso subconscientemente por isso mesmo quando o individuo não parece estar interessado em ninguém sua mente continua a trabalhar nessa área .
Como saber o quão gado você é?
Mesmo os classificando em três grupos de gados ainda sim não é o suficiente pois cada pessoa é uma pessoa diferente que vive em uma intensidade diferente por isso também os subloquei em três níveis no qual medem a quantidade de gadeza que esta inserida em sua vida dessa forma podendo saber se alguém é gado , o verdadeiro gado ou ate mesmo o maior gado do mundo
Pois bem esses níveis são medidos assim , se você tem menos de 50% dos contatos formados por mulheres ( com exceção de mulheres da família e de 4 amigas no máximo ) você é gado lvl 1 , se mais de 50% dos seus contatos é formado por mulheres com as exceções acima você é o verdadeiro gado lvl 2, agora se 50% dos seus contatos são formados por mulheres com as exceções e você já com mais de 4 mulheres no mesmo dia você é o maior gado do mundo lvl 3
Agora pois bem, mas como saberemos qual a porcentagem de nossos contatos?
Vejamos , um cálculo que eu desenvolvi para medir o nível de gadeza , bem simples , pegue o número de contatos que você tem e divida-o por 2 , depois conte quantos contatos tem de mulheres na sua agenda , tire as mulheres de sua família e também 4 amigas no máximo , no final da conta pegue o resultado da divisão dos contatos menos a subtração do número de mulheres pelo número de parentes e amigas se der positivo significa que deu menos de 50%, mas se der negativo significa que deu mais de 50% , exemplo prático :
NC (número de contatos) = 350 = 175
2
NM (número de mulheres) =200
PA (parentes e amigas) =50
200 – 50 = 150
175 – 150 = 25 positivo logo menos de 50%
NC (número de contatos) = 430 = 215
2
NM (número de mulheres) = 360
PA (parentes e amigas) = 80
360 – 80 = 280
215 – 280 = -65 negativo logo mais de 50%
É possível não ser gado?
Com os cálculos estabelecidos é hora de saber é possível não ser gado? A resposta para isso é sim , mas se o cérebro masculino mesmo quando nem parece estar pesando em mulher esta mesmo assim só que inconscientemente como que é possível deixar de ser gado , isso é simples , medimos anteriormente a intensidade da gadeza no homem , e tudo que vem com intensidade vai com intensidade , princípio da mola , do mesmo jeito é com os gados pois chega uma hora que ele se torna o maior gado do mundo e ao chegar no topo de sua gadeza ele não vê mais sentido naquilo pois é ai que todo homem para de ser gado por que como ele não vê mais finalidade para aquilo a intensidade com que ele vai sendo gado vai diminuindo de forma que ele encontre alguém no qual ele queira se casar e é ai que entra a mudança de ser gado para ser casado , pois o casado ele já alcançou o nível máximo de gadeza e não vê mais necessidade para aquilo o conforto mental que ele tem de saber que não precisa pegar mais mulher o deixa em paz
Conclusão
Gado é aquele que faz tudo para pegar mulher, entretanto todo homem é gado pois nosso cérebro ainda que mesmo sem percebermos estamos inconscientemente pensando em mulher já que nossos instintos animais sentem a necessidade de pegar mulher
Escrito por:
David Lucas “Davizinho the legend “Mangabeira
Pesquisado por:
David Lucas “Davizinho the legend “Mangabeira
Baseado na explicação de Lucas Inultilismo acerca dos gados
Bibliografia
https://pt.glosbe.com/pt/la/gado
21/09/2020
https://www.passeidireto.com/arquivo/26197597/resumo-embriologia-moore-sistema-nervoso-desenvolvimento-dos-membros-superiores-/2#:\~:text=5ª%20SEMANA%20%5Cu2013%20INICIA%20A,o%201º%20ANO%20pós-natal.
21/09/2020
https://www.youtube.com/watch?v=6WnzofvtEIA&t=220s
21/09/2020
submitted by Davizinhothebrave to u/Davizinhothebrave [link] [comments]


2020.09.20 15:37 Rakanabre Casamento Antecipado.

EU FUI BABACA?
Olá luba, possível convidado e turma que está a ver, principalmente o Jean.
Um dia no meu terceiro ano na minha escola, todo o mês sempre tinha um filme para os alunos assistir, sempre tinha 3 filmes como opção. Naquele dia era, frozen, Rei Leão, ou a princesa e o sapo como opção de filme, foi da frozen, fiquei com raivinha por ser frozen e não Rei Leão, então fiquei no melhor lugar possível com meus amigos só pra ocupar os bons lugares pra quem realmente queria assistir o filme não assistisse direito, já que era uma sala bem pequena.
Era eu e mais 5 amigos, mas por causa da sala ser pequena, tive que estar separado dos outros, quando faltava pouco para começar o filme, tinha garotas falando baixinho com uma especifica garota, ela estava olhando pra mim, eu sou muito tímido, então fui pra esquerda minha o massivo possível e botando a minha mochila na minha direita, ela vem e fala.
garota: Vc pode tirar a sua mochila por favor.
Eu não sabendo o que fazer tirei a mochila da cadeira a minha direita.
garota: obrigada.
Quando estava passando o filme ela falou.
garota: Bom o filme né?
Eu não sabendo o que falar.
Eu: É bom sim.
Passa o pouco mais o filme e ela a coisa mais inesperada que eu poderia escutar.
garota: Vamos nos casar.
Eu so querendo mudar de assunto falei.
Eu: voce ja casou com quantas pessoas?
garota: 12 garotos, e 13 se contar você.
Eu falando na forma mais normal possível.
Eu: Não
Ela naquele ano falou comigo apenas duas vezes. As duas era pra emprestar uma caneta ou borracha.
garota: Esta bem.
Após acabar o filme, as amigas dela me forçaram a pedir desculpas. Eu como um garoto MUITO responsável eu fui pedir desculpas.
Eu: Desculpa por ter falado não.
E depois novamente veio o pedido.
garota: Que casar comigo.
Eu com mais tranquilidade que antes falei.
Eu: Não
Ela saiu correndo dessa vez, nunca pensei que faria um Double kill tão inacreditável.
Eu não falei com ela dês daquele dia.
Fui babaca por ter recusado duas vezes o pedido de Casamento Antecipado.
submitted by Rakanabre to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.19 03:12 MoriSann O dia que eu engravidei minha amiga com apenas 9 anos

Olá Luba,editores,gatas e turma que estão a ver
Quando eu estava na 4ª série eu era muito amiga de uma garota que era da minha sala,digamos que seu nome era Raynara,ela sentava ao meu lado em outra fileira de mesas por isso conversávamos muito
A mãe de Raynara era amiga da minha falecida avózinha, e como eu ficava o dia todo com ela pq minha mãe trabalhava o dia todo a mãe de Raynara a levava a minha casa para brincarmos juntas enquanto elas conversavam..
Um dia, eu e Raynara estávamos brincando no quarto com aquelas peças grandes e coloridas de montar sabe?tipo Lego enfim.. eu estava muito empenhada em montar algo extraordinário com aquelas peças mas Raynara não parecia tão animado o quanto eu estava, ela ficava me encarando, era desconfortável. Enquanto eu montava um avião Raynara me pergunta "-Posso te dar um beijo?"
Não lembro o que exatamente eu disse mas tudo indica que eu aceitei considerado o fato de que ela me deu um beijinho no canto da minha boca, depois que ela me beijou a mãe de Raynara grita lá de fora que elas iriam ir embora agora, eu levantei o meu rosto e Raynara me deu outro beijo, dessa vez na boca, depois ela foi embora
Na aula do dia seguinte Raynara e eu fizemos dupla para fazer um trabalho de escola, eu agi normalmente já Raynara insistia em perguntar se eu lembrava o que havia acontecido ontem..
No recreio Raynara e eu nos separamos, eu gostava de jogar bola ou ficar com meu amigo no recreio. Estava tudo normal até que em algum momento ouvi pessoas comentando coisas como "Sabiam que a Raynara tá grávida?" "A Raynara vai ter um bebê!". A escola inteira estava comentando sobre a gravidez de Raynara, eu não me importei já que não era a primeira vez que as pessoas espalhavam boatos não só sobre Raynara mas também sobre qualquer um que eles quisessem tirar sarro.
O recreio acabou e eu voltei pra minha sala, Raynara estava sentada chorando em sua mesa, como eu sempre enrola e só entrava na sala depois que a professora chegasse eu só consegui ver a professora levando Raynara para a diretoria, depois de alguns minutos Raynara leva a professora e a diretora para algumas salas, ela retorna pra nossa sala agora com alguns meninos e meninas de salas e anos diferentes, a diretora fez com que todos os causadores dos boatos se desculpassem na frente da sala inteira, depois de alguns minutos vendo aquelas pessoas levando um looooongo sermão da diretora a aula continua e todos agem normalmente.
Na hora de ir embora optei em voltar por um caminho mais longo e calma, que por acaso do destino era na rua onde Raynara morava, eu a vi sentada na calçada a alguns metros da sua casa, ela parecia chateada então fui conversar com ela
-Raynara? Você tá bem? -Você vai ser o pai! -O que? -Eu sou a mãe então você tem que ser o pai -A diretora falou pra você parar de dar ideia para o que aqueles meninos falam -Mas eu estou grávida,eu sinto o bebê na minha barriga! -Isso é sério? -Sim!Aqui coloca a mão na minha barriga
Raynara pega minha mão e coloca na barriga dela. Eu podia jurar que algo se mexeu na barriga dela, talvez só era coisa da minha cabeça pois eu estava em pânico.
Eu vou ser pai? Eu vou ter barba?! Pensamentos como esses pairavam sobre minha mente enquanto Raynara falava coisas sobre comprar uma casa e usar terno e gravata
-Eu não vou ser pai -Claro que vai,eu já sou a mãe -VOCÊ QUE ME BEIJOU E CULPA É SUA!!
Depois que eu gritei percebi qua algumas pessoas olhavam pra gente e depois continuavam o que estavam fazendo, eramos apenas duas crianças gritando coisas sobre mamãe e papai na rua, na certa pensaram que estávamos brincando de casinha ou algo assim
-Eu vou contar pra minha mãe que você não quer ser o pai
Ela correu pra sua casa e eu corri pra minha com medo da mãe de Raynara aparecer na minha casa e dizer que eu teria que me casar
No dia seguinte fui pra escola e Raynara agia como se nada tivesse acontecido, nenhuma de nós tocou do assunto. Não sei o que Raynara disse pra mãe ou se ela disse alguma coisa a única coisa que sei é que nem Raynara ou sua mãe foram na minha casa novamente
Hoje estou com 15 anos e não tenho contato com a Raynara a talvez 3 anos, não sei se isso tem alguma relação com Raynara mas me assumi lésbica esse ano para minha mãe, tá sendo um pouco complicado mas quem disse que seria fácil neah? Enfim espero que tenham gostado bjus pra qm quiser 2<3
submitted by MoriSann to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.17 18:24 babyXZ O universo é o nosso cupido

Oie lubinha, editores, pessoas de papelão, possível convidado, gatinhas e turma que está há ver. Essa é a minha complicada história de amor com meu melhor amigo. Corações foram partidos e vídeos mostrados a ex aqui, prepare-se. Apresentação dos personagens: meu melhor amigo: Carls; A ex dele: Janete; A namorada dele: Edina; Cobra falsiane (vulgo minha “amiga”): Clarissa Em meados de 2019, eu e o Carls estávamos em uma amizade bem próxima, sempre fomos amigos, mas nossa amizade ficou mais íntima depois que ele começou a namorar minha amiga Janete. Nossa amizade era bem “fofinha” sempre contava tudo pra ele e ele contava tudo pra mim, deixava no colo dele e ele ficava mexendo no meu cabelo, ele fazia o msm comigo. Nossos cantos na sala de aula era um atrás do outro. Com ele na minha frente e eu ficava mexendo no cabelo dele. Não tinha malícia nisso, então nenhum de nós víamos como algo que machucava a Janete. Até que um dia o relacionamento dele com a Janete acabou, eu perguntei o motivo e ele falou que ela tinha um vídeo em que ele estava deitado no meu colo na aula e eu estava mexendo no cabelo dele. Eu fiquei muito surpresa dele ter falado isso, em seguida ele falou que tava gostando de mim. Ele roubou um beijo meu. Eu fiquei em choque, eu sabia q gostava dele, mas não assim. Fiquei sem falar com ele depois disso, ele veio falar comigo e esclarecemos tudo. Ficaríamos como amigos, pq eu não poderia ficar com o ex da minha amiga (regra besta minha). O tempo passou o Carls voltou com a Janete, continuei amiga dos dois, mas não como antes. Dessa vez eu estava mais afastada e dei espaço pra eles. Eles acabaram depois de uma semana, dessa vez não perguntei o motivo. Passou um bom tempo e eu voltei a falar normalmente com o Carls, ele me contou o motivo. Dessa vez alguém falou pra Janete que a gente tinha ficado e não foi só uma pessoa. Teve um evento da escola e eu falei com ele em um lugar um pouco escuro e distante das pessoas, mas foi só falar msm, não foi nada d+. Eu nem lembro oq era. Eu não disse nada a ele, mas me afastei msm assim. Eu não queria magoar a Janete de novo, msm sem fazer nada. Ele descobriu quem mandou o vídeo da gente (oq acabou o relacionamento deles da primeira vez) foi a minha amiga Clarissa, nossa amiga, nossa colega de classe. Eu fiquei muito mal, muito mal msm, nunca imaginária algo assim dela, talvez meu detector de cobras estivesse quebrado. Ele me perguntou se eu ua fazer slgo, mas deixei passar. Num tinha mais oq fazer, eles já tinham terminado msm. Passou o tempoooo, nossa amizade foi morrendo, ele começou a namorar com a Edina, eu comecei a namorar com o Pedro. Eu acabei com o Pedro, participarmos de uma festa surpresa pra uma amiga nossa, ficou tarde, eu e ele fomos embora juntos (a casa dele era no caminho pra minha), quando estamos indo a sogra dele passou de carro e viu a gente junto. Estamos rindo um do outro, pq msm sem se falar nossa conexão é muito boa. Quando ele viu o carro da sogra ele falou “merdaaa, cê vai acabar outra relacionamento meu”. A gente riu bastante disso (não sei pq) e seguimos até a casa dele, deixei ele no portão, a mãe dele me viu e falou assim: Carls nem pra levar minha sogra pra casa você serve” e riu. Eu sai envergonhada, ela sempre deixou claro q me queria como sogra, mas outra bolas, ELE TINHA NAMORADA. Depois dai percebi que gostava dele. O relacionamento do Calrs com a Edina dura até hoje (tem quase 2 anos), a mãe dele se separou e é minha vizinha kkkk (obrigada universo, vlw msm) ele sempre senta na calçada e a gente fica meio que zombando um do outro (sabe quando alguém xinga, mas é com amor? ), nossa amizade quase nem existe, só nos falamos pra nos xingar msm. Daí semana passada ele fala pra minha mãe q tava do meu lado na rua : - ainda vou me casar com sua filha. E saiu de moto sem dizer nada. Fimm Não estamos juntos, tbm acho q não vamos ficar, ele ainda namora com a Edina e eu to falando com um boyzinho bem massa ai... Talvez o destino quera a gente junto, talvez a gente se case algum dia kkkkkk sla. O universo é meio loko. Kkkk
submitted by babyXZ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.17 12:10 AmbassadorCritical89 Os descendentes de africanos escravizados que não podem se casar com quem quiserem - BBC News Brasil

Os descendentes de africanos escravizados que não podem se casar com quem quiserem - BBC News Brasil submitted by AmbassadorCritical89 to brasilivre [link] [comments]


2020.09.14 04:58 altovaliriano Stannis Baratheon (Parte 8)

No mesmo dia em que a notícia da morte de Joffrey chega a Pedra do Dragão, Davos tira Edric Storm da ilha. Ao saber da notícia, Stannis fica abalado com a traição de sua Mão. Ele havia mantido Davos nas celas por ter ameaçado a vida de Melisandre. Naquela ocasião, a mulher vermelha vira nas chamas a ameça e lhe contou. Agora, porém, ela nem mesmo previu. Davos o traiu por debaixo do nariz até mesmo de R’hllor.
O Rei se sente cansado da sucessão de Mãos traidoras. Alester Florent quase fez um acordo de rendição com os Lannister e entregou Shireen para se casar com o abominável bastardo Tommen. O cavaleiro das cebolas o privou da única ferramenta que poderia encerrar a guerra, unir o reino e trazer dragões de volta a vida. Stannis sabe que a pena para traição é a morte, por isso mesmo ele desembainha luminífera para oferecer a Davos um pouco mais da mesma justiça que o fez perder seus dedos.
Ajoelhado, Davos então pede para ler algo, que nem Stannis ou Melisandre sabem ser a carta de meistre Aemon pedindo ajuda. Stannis concede, com os músculos do pescoço projetando-se “como cordões” de tanta raiva. O resto dos acontecimentos, não ficamos sabendo. Dez capítulos depois, Stannis está na Muralha e presumimos que as tensões em Pedra do Dragão acabaram e todo mundo se perdoou.
Mas, obviamente, não foi isso que aconteceu. A viagem de Stannis é cercada de nuances inusitadas e inescrutáveis.
Como Davos convenceu Stannis a ajudar a Patrulha?
Para muitos esta pergunta deve parecer um pouco ridícula. Parece óbvio que Stannis, após ter tido a visão com “um anel de archotes, [...] um monte alto qualquer numa floresta [...] homens de negro atrás dos archotes, e [...] silhuetas em movimento através da neve”, ele entenderia que estava olhando para a Patrulha da Noite, certo?
Talvez, mas é necessário entender que a luta de Azor Ahai não era contra os selvagens, mas sim contra um inimigo feito de escuridão, frio e morte. A visão que Stannis teve foi a de um monte alto em uma floresta e silhuetas na neve, o que de forma nenhuma coincide com o terreno de Castelo Negro.
Por outro lado, vejam que até mesmo uma pessoa com inclinações humanitárias como Davos não vê qualquer vantagem para Stannis em socorrer a Patrulha quando lê a carta pela primeira vez:
Onde está o mal em um rei selvagem qualquer conquistar o Norte? Afinal, Stannis sequer controlava o Norte. Sua Graça dificilmente podia ser acusada de não proteger pessoas que se recusavam a reconhecê-lo como rei.
(ASOS, Davos V)
Davos obviamente não faz este cálculo usando a moral como bússola. Ele provavelmente faz um cálculo político, como Mão do Rei, como alguém que conhece a cabeça de seu próprio Rei. Afinal, Stannis não tinha homens para oferecer uma ajuda real à Patrulha. Nas condições que Stannis estava, para dar uma ajuda real ele teria que ir enviar praticamente toda sua força.
Sou a Mão do Rei, certo. Stannis podia ser o Rei de Westeros no nome, mas na realidade era o Rei da Mesa Pintada. Controlava Pedra do Dragão e Ponta Tempestade e tinha uma aliança cada vez mais incômoda com Salladhor Saan, mas era só. Como podia a Patrulha ter voltado os olhos para ele em busca de ajuda? Podem não saber como ele é fraco, como a sua causa está perdida.
(ASOS, Davos V)
Sabe o que é interessante sobre isto? Quem foi que deu uma resposta igual a essa ao pedido de ajuda feito pela Patrulha? Tywin Lannister.
Tyrion lembrou-se de sua visita à Muralha [...].
[...] A Patrulha está com uma grave falta de efetivos. Se a Muralha cair...
... os selvagens inundarão o Norte – concluiu o pai – e os Stark e os Greyjoy terão outro inimigo para combater. Se, como parece, já não desejam ser súditos do Trono de Ferro, com que direito olham para ele em busca de ajuda? Tanto o Rei Robb como o Rei Balon reivindicamo Norte. Que eles o defendam, se conseguirem. E, se não conseguirem, esse Mance Rayder até pode se revelar um aliado útil.
(ASOS, Tyrion III)
Stannis divide alguns traços de personalidade com Tywin, especialmente no tocante a fachada de durões. Ambos são comandantes de guerra experientes, que preferem comandar da retaguarda, bons estrategistas e têm visões pragmáticas da política. Ambos se reconhecem como inimigos poderosos e tentam esconder suas estratégias do outro, pois têm mentalidades muito próximas. Nessa releitura, inclusive, reparei pela primeira vez que Tywin e Stannis usam a mesma expressão para avaliar Robb Stark:
Sim, pus os homens menos disciplinados na esquerda. Previ que quebrariam. Robb Stark é um rapaz verde, provavelmente mais ousado que sábio.
(AGOT, Tyrion VIII)
...
[...] O filho de Eddard Stark foi proclamado Rei no Norte e conta com todo o poderio de Winterfell e Correrrio.
Um jovenzinho verde – Stannis ironizou. – E outro falso rei. Devo aceitar um reino mutilado?
(ACOK, Prólogo)
Diante destas similaridades, me chamou a atenção que Tywin Lannister foi o único outro político a receber uma carta de apelo vinda da Muralha. Eis a resposta que ele deu a Pycelle:
Cinco reis? – o pai estava aborrecido. – Há um rei em Westeros. Esses tolos de negro podiam tentar se lembrar disso, se desejam que Sua Graça lhes dê ouvidos. Quando responder, diga-lhe que Renly está morto e que os outros são traidores e farsantes. […] – A Patrulha da Noite é formada por um bando de ladrões, assassinos e grosseirões ilegítimos, mas ocorre-me que poderiam demonstrar ser diferentes, desde que tivessem a disciplina adequada. Se Mormont está realmente morto, os irmãos negros têm de escolher um novo Senhor Comandante. […] solicite a Marsh que dê os melhores cumprimentos de Sua Graça ao seu fiel amigo e servidor, Lorde Janos Slynt.
(ASOS, Tyrion IV)
Essa deve ter sido exatamente a reação de Stannis quando Davos leu a carta. Portanto, se Davos queria estar preparado para convencer Stannis, ele deveria ter alguns argumentos na manga para mostrar que: 1) a Patrulha não quis ofender a pretensão de ninguém, apenas está desesperada; 2) São uma ordem com algum senso de honra; 3) que vale a pena salvar o Norte de uma invasão e 4) que os selvagens não são necessariamente uma ameaça.
Qual não foi minha surpresa quando notei que Davos reflete sobre todos esses argumentos no capítulo anterior a tirar Edric de Pedra do Dragão e ler a carta a Stannis e Melisandre. A história de Davos sendo aprendiz no barco de Roho Uhoris, que a primeira vista parece uma lembrança totalmente desconexa a princípio, parece ter uma função no convencimento de Stannis.
Davos sabia que Stannis ficaria ofendido pela menção ao cinco reis (“essa conversa de cinco reis teria sem dúvida enfurecido Stannis”), mas Davos sabe que se a carta também havia sido enviada a Stannis, a Patrulha deveria estar em uma situação tão desesperada que não tinham como escolher (“Só um homem esfomeado suplica pão a um pedinte”). Mas a Patrulha não sabia da situação de Stannis (“Podem não saber como ele é fraco, como a sua causa está perdida”), então, ao responder ao chamado Stannis poderia passar a impressão de força e ainda matar a fome de vitória de seus soldados.
Porém, como Tywin alegou a Patrulha é apenas um “bando de ladrões, assassinos e grosseirões ilegítimos”, por que Stannis gastaria recuros e se juntaria a este tipo de escória? É aqui que entra a história aparantemente aleatória do tyroshi em cujo barco Davos foi aprendiz.
A primeira vez em que viu a Muralha era mais novo do que Devan e servia a bordo do Gato da Calçada às ordens de Roro Uhoris, um tyroshi conhecido de cima a baixo do mar estreito como Bastardo Cego, embora nem fosse cego nem filho ilegítimo. Roro tinha passado por Skagos e entrado no Mar Tremente, visitando uma centena de pequenas angras que nunca antes tinham visto um navio mercante. Trouxe aço; espadas, machados, elmos, boas camisas de cota de malha, para trocar por peles, marfim, âmbar e obsidiana. Quando o Gato da Calçada voltou para o sul, trazia os porões repletos, mas na Baía das Focas surgiram três galés negras e pastorearam-no até Atalaialeste. Perderam a carga e o Bastardo perdeu a cabeça, pelo crime de vender armas aos selvagens.
Davos tinha comerciado em Atalaialeste nos seus dias de contrabandista. Os irmãos negros eram inimigos duros, mas bons clientes, para um navio com o tipo certo de carga. Mas apesar de ter aceitado o seu dinheiro, nunca esqueceu o modo como a cabeça do Bastardo Cego tinha rolado pelo convés do Gato da Calçada.
A história mostra que representa a Patrulha como uma ordem com uma certa noção de disciplina e justiça. Fiel no cumprimento de seu dever. Veja que o incidente ocorreu antes da vida de contrabandista de Davos, não havendo porque ninguém suspeitar que ele seria persona non grata. Ainda assim, a experiência foi marcante o suficiente para ficar na memória do cavaleiro das cebolas.
Por outro lado, a fama de bons clientes é uma sutileza interessante. Mostra que a Patrulha é aberta a negócios e não trata pessoas com ingratidão. Este tipo de julgamento de Davos deve ser capaz de aplacar qualquer medo que Stannis tivesse de seguir para o Norte, ajudar a Patrulha e, no fim, ser recompensado com ingratidão.
Todos estes detalhes soariam como música nos ouvidos de Stannis e muito possivelmente poderia neutralizar a opinião elitista que o rei certamente compartilha com Tywin.
Quanto ao convencimento de que o Norte merecia atenção, Davos buscou inspiração nas próprias palavras de Melisandre.
Quantos garotos vivem em Westeros? Quantas garotas? Quantos homens, quantas mulheres? A escuridão vai devorá-los todos, diz ela.
(ASOS, Davos V)
Assim, quando a nova Mão percebe que a visão fala sobre a Patrulha da Noite, que está no ponto mais ao Norte de Westeros, ele vê que as palavras de Melisandre prenunciam que todos ao Sul da Muralha estão indistintamente no mesmo barco. Portanto, poderia facilmente argumentar que a noção de povo que Baratheon deveria proteger com o sacrifício de Edric também incluía as pessoas que não se ajoelharam para ele. Afinal, era exatamente o que ele estava tentando fazer tendo o povo do Sul em mente.
Se Melisandre soubesse desta carta... O que foi que ela disse? Aquele cujo nome não pode ser proferido está reunindo o seu poder, Davos Seaworth. Em breve chegará o frio, e a noite que nunca termina... E Stannis teve uma visão nas chamas, um anel de archotes na neve, rodeados de terror.
(ASOS, Davos V)
sei que um rei protege o seu povo, caso contrário não é rei nenhum.
(ASOS, Davos VI)
O convencimento de que o Povo Livre não era uma ameaça, porém, não ocorreu com base neste mesmo argumento. Nós vimos Jon Snow fazer uma forte defesa de que os selvagens eram homens também, mas em nenhum momento a coisa ocorre do mesmo jeito com Stannis. Em verdade, no momento em que Davos lograsse demonstrar que o Norte precisaria ser salvo, pensar em uma parceria com Mance Rayder (como Tywin cogitou, então portanto passaria pela cabeça de Baratheon) seria um tiro no pé de Stannis. Ele sabia que os Nortenhos veriam Mance como uma ameaça constante e nenhum deles abrigaria o Povo Livre.
Assim, Davos precisava convencer Stannis de que os selvagens não eram todos clones de Mance Rayder, que era possível separar o joio do trigo. Por outro lado, uma visão humanista dos selvagens também se fazia necessária para que o rei não os visse como seres humanos e, portanto, seus súditos. Para isso, GRRM usa novamente a experiência de Davos com Roho Uhoris.
Conheci alguns selvagens quando era garoto – disse ao Meistre Pylos. – Eram ladrões razoáveis, mas ruins na pechincha. Um deles desapareceu coma nossa garota de cabine. Tudo somado, pareceram-me homens como os outros, uns bons, outros maus.
O argumento certamente convenceu Stannis, pois temos evidência de que ele já chegou em Castelo Negro com a intenção de dobrar os joelhos dos selvagens, não massacrá-los. Até o número de cativos é igual ao número de mortos. Uma quantidade enorme de prisioneiros, especialmente de um povo que não paga resgates.
Matei mil selvagens, capturei outros mil e dispersei o restante, mas ambos sabemos que eles voltarão. Melisandre viu isso em seus fogos. [...] E quanto mais nos sangrarmos uns aos outros, mais fracos estaremos todos quando o verdadeiro inimigo cair sobre nós. […] Seus irmãos não gostarão disso, não mais do que os senhores de seu pai, mas eu pretendo permitir que os selvagens atravessem a Muralha... [...] Quando os ventos frios se erguerem, sobreviveremos ou morreremos juntos. É hora de fazermos uma aliança contra o nosso inimigo comum.
(ASOS, Jon XI)
Stannis perdoou Davos?
Outra pergunta que parece ter uma resposta óbvia e ululante, mas só parece. Stannis não matou Davos, mas todas as pessoas envolvidas na extração de Edric de Pedra do Dragão foram sutilmente punidas por Stannis.
Rolland Storm e Meistre Pylos foram deixados para trás em Pedra do Dragão para tomar conta da fortaleza. Salladhor Saan somente não foi dispensado porque Stannis precisava dos navios dele para chegar a Atalaialeste, mas Stannis não deu qualquer outro passo para tentar pagar o pirata desde então, fato que pesou na decisão do liseno de abandonar Stannis.
No fim, Stannis enviou Davos em uma missão que dependia exclusivamente dos navios de Saan, um pirata a quem ele estava negligentemente negando pagamento.
Então, de certo modo, Stannis tornou-se um pouco mais negligente com Davos, o despachou para longe e passou a lhe exigir mais serviço. Uma punição tão sutil que pode nem ter sido deliberada, algo inconsciente.
Contudo, o rei não foi tão longe ao ponto de convocar os homens que estão guardando Edric em Lys.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.09.11 16:32 Diamonice Sinto falta da minha "amg"

Eu sinto falta da pessoa que ela foi na verdade, era minha best desde da 4° série passamos por muito juntas mas sinto que acabou.
A vida é assim não reclamo e não tenho raiva dela apesar do comportamento deplorável que veio apresentando nos últimos tempos, só pra terem noção eu cheguei a questionar minha sanidade mental e memória sobre determinados fatos que ela distorceu provavelmente se aproveitando do fato de eu ter problemas de saúde mental e por isso ser facilmente desacreditada.
Eu não sei em que ponto ela se perdeu ou se transformou nessa pessoa que é hoje, ela é crente que mudou pra melhor é mais confiante tem auto estima elevada, mas o que sai da boca e do teclado dela só desvenda a personalidade de uma pessoa insegura e com a autoestima tão baixa que precisa por pra baixo os outros pra se sentir melhor.
Se tem em lugar tão elevado moralmente mas foi a primeira a correr atrás de documento se dizendo bolsista pra entrar em uma universidade, eu tinha pesadelos na época por medo que alguém descobrisse pois fiz o mesmo que ela, não nego meu ato, porém não terminei o curso e me arrependo profundamente, se pudesse voltar no tempo eu não diria nada pra minha mãe.
Fala de pessoas e situações que enfrentou sempre como a mártir da estória e os outros como monstros e inconsiderados, sei que a vida não é fácil e gente ruim tem em todo lugar mas a pessoa parece um ímã pra atrair gente e situação negativa ou assim ela faz parecer, afinal todo mundo se compadece e oferece ajuda a um amigo sofrendo assédio no trabalho.
A pessoa adora ventar vitimização, adora dizer que não é uma pessoa negativa mas o que sai da boca dela é tragédia, gente que adoeceu, crime, (ela fez um boy se abrir sobre a morte trágica da mãe dele no segundo encontro, o rapaz chegou a chorar) eu por várias vezes me sentia drenada ou pra baixo depois que me encontrava com ela só e não sabia bem o porquê.
Sempre tem desculpa pra deixar o grupo de amigos mais cedo mas quando sai com outros sempre volta bem mais tarde pra casa sem nenhum problema.
Ultimamente vinha dizendo que uma amiga em comum não vê ela como mudada fisicamente a despeito de eu ter dito que ouvi o contrário da boca da mesma pessoa, e está atacando a mesma de forma passiva agressiva no grupo de whatsapp desde então, ela deve pensar que a gente é burro pra não perceber. Além de falar negativamente da aparência de outra, jogou fatos passados da vida dela que essa amiga em comum se sentiu segura de compartilhar e hj ela usa essas informações pra denegrir a imagem dela.
Ela tem uma visão muito machista, creio que produto da criação conservadora católica da família dela, e não era raro eu ouvir ela denegrir outras mulheres principalmente famosas de internet sobre algum aspecto físico, roupa, dizendo que fulana não era pra casar blá blá blá (eu odiava quando ela me mandava mensagem falando essas coisas pq I couldn't care less sobre gente "famosa" na maioria das vezes eu nem sabia quem era).
Nem sei porque sinto falta de uma pessoa assim, eu simplesmente perdi totalmente a vontade de compartilhar algo bom com ela porque a pessoa sempre arranja um jeito de diminuir o que eu conquisto e elevar o que ela faz no mesmo patamar, sem falar que não tenho segurança de falar nada pra ela e ter certeza de que vai manter segredo já que ela fala tudo do que os outros disseram em segredo pra ela. Simplesmente estava andando em ovos.
Acho que tô deixando esse desabafo como reminder pra mim mesma pra quando pensar em tentar manter contato com essa pessoa de novo afinal 80% das vezes é eu dando o primeiro passo pra entrar em contato com ela, acho que só de mencionar isso já diz muito.
Sei que ninguém é perfeito mas a gente tem que cortar ou no mínimo ignorar pessoas com comportamentos tóxicos na nossa vida e se vigiar pra não correr o risco de se tornar um. Essa solidão e falta eu sei que é passageira.
submitted by Diamonice to desabafos [link] [comments]


2020.09.10 16:10 henrylore Najiyu Ep 8 - A rainha dos gatinhos

**aparece um garotinho andando por aí se equilibrando em pedaços de madeira jogados na rua, pulando de pedrinha em pedrinha pra não pular nas frestas, um garoto normal andando pelo reino de catcastle
??: *comprando um sorvete de morango (é um garoto normal, de cabelo castanho, um colar com uma pedra de pingente, um amuleto)
*tomando o sorvete enquanto...
??²: *olhando pra ele escondido atrás de um telhado, olhando fixamente pra ele através das tendas de venda
hmm.....
*da pra reconhecer q é a mesma pessoa que tava no trem, roubando todo mundo, as orelhas de pelo cinza, os olhos azuis
*se esconde
...
**voltando...
Ne: nós precisamos falar com a rainha may
Hb: iiiii calma aí
a gente precisa conhecer vocês primeiro! já chegaram querendo entrar no castelo, não funciona assim aqui...
Ne: ...
H: *olha pra Nevaska e volta o olhar pra eles dois
tá, então vamos conhecer o reino inteiro?
Li: rapaz o reino inteiro eu não sei não viu, mas grande parte a gente consegue mostrar
Hb: faz sentido, vamos nessa
vocês provavelmente vieram cedo pro festival da música, o pessoal só chega daqui a alguns dias, eles nunca chegam exatamente no dia do festival....
H: por que não tem tanta gente aqui?
Hb: eu não sei, a galera curte os festivais mas na hora de morar eles desistem
H: hmmmm...
(a postura do Hb é super tranquila perante a tudo oq tá acontecendo, parece que ele faz aquilo ali todo dia)
L: e aquele castelão ali?
eu sempre quis um castelão
Hb: o castelo é da rainha, só entra lá quem tiver coisas importantes pra falar
com os tickets
*puxa uns papeizinhos do bolso e mostra
H: e isso aí são os tickets?
Hb: é... a maioria
eu presumo que alguns aqui são umas multas ou mensagens de fãs mas não tem segredo
eu tenho que ler os tickets ainda...
Li: o hb é preguiçoso, liga não
Hb: você que é chata
P: *sussurra no ouvido do Henry
o que tá acontecendo
H: eu sei lá
L: mano isso é maneiro
isso tudo é muito maneiro
Hb: algum de vocês quer casar?
H: °°
L: que
Ne: ????
P: err
Li: nao doido não com ele, é que ele é padre
H: aaaah
L: Hmmmm. faz sentido
EI CARA EU POSSO SER PADRE?
Hb: -'
L: MANO EU SEMPRE QUIS SER PADRE NAMORAL DEVE SER MANEIRISSIMO
Ne: Lusk...?
L: o que foi é minha chance de ser padre
Hb: calma lá amigo não se emociona
H: •-• carceres luskeiros
Li: rapaz vocês são energéticos
gostei
Hb: bem, pra ter a confiança de vocês eu tenho que apresentar vocês pros outros guardas daqui
P: guardas?
Li: tem guardas moradores velhos... tinham patinhas...
P: patinhas?
Li: é como a may chama os indicados a guarda por aqui
a gente separa esse pessoal em categorias e coisas que eles merecem por ações que eles fazem
o hb por exemplo é um guarda
Hb: oi
L: QUE MANEIRO Eu gostaria de guardar.
H: *olha pro lusk com uma cara bem séria
L: opa
Ne: então é só a gente conhecer os outros caras que a gente pode falar com a rainha
Hb: calma lá eu preciso deixar eles cientes de que vocês tão aqui, porque não é nada contra, mas a gente precisa ter certeza de que vocês são confiáveis
Ne: aaaa-
H: tranquilo
Hb: vem cá
**vão em direção ao castelo, e na porta já percebem um cara do lado dela, bem alto, que olha pra eles e diz
??: Olá. bem vindos ao catcastle!
Hb: esse aqui é o gui, ele é show de bola
Gui: opa meus queridos, tudo show?
*abraça pra cumprimentar eles já que ele é muito alto mesmo
L: caraaaaca
Gui: vocês podem me chamar de gui, ou de gordo
L: GORDAOOOOO
Li: *chega perto do Henry
rapaz esse teu amigo grita que é um tanto não?
H: eh-
*puxa o lusk
Calma cara.
L: COMO QUE EU VOU ME CONTROLAR COM TANRA COISA MANEI-
Ne: *da uma cotovelada na costela dele
L: a-
Hb: Gui, eu vou levar eles até a rainha, cuida da porta aqui enquanto eu não chego ok?
Gui: pode deixar
Hb: *abre a porta
**veem um corredor enorme cheio de armaduras e quadros, com uma escada no fundo
H: corredor bonito
L: foi o que ela disse num campeonato de corrida
Hb: *guia eles até às escadas, que levam a outro corredor
ué... o gerb era pra ta aqui
Li: *olha pro hb
nao era seu turno doido?
Hb: °°
viiish é hoje que eu perco o caaargo
**vão até o final e param de frente a uma porta vermelha com detalhes de gatos de diamante, mais chique que a porta de fora, com uma tranca aberta, mas que quando fechada parece bem resistente
Hb: ó só
a partir daqui,
cuidado tabom?
H: blz
P: ok
Ne: tranquilo
L: *colocando a mão na costela de dor
tran-quilo
Li: *da dois passos pra trás
Hb: *cuidadosamente abre a porta
**se revela uma sala cheia de janelas, com um tapete roxo no centro, e um lustre enorme com bastões luminosos que soltam glitter visíveis no ar pela própria luz do sol no fundo, se encontra um trono branco e roxo, com uma pessoa sentada, e uma caneca do outro lado
**é então que a pessoa vira pra eles e diz
??: Sim?
H: *ameaça ajoelhar no chão quando...
Hb: eai may tranquilo?
Ma: oi
Hb: eu trouxe uma galera aqui *aponta pra eles
e acho que você devia dar uma olhada sei lá vai que eles são uns chineses infiltrados
Ma: oi gente pessoas novas? *bebe um gole do que ela tá tomando na caneca e coloca no braço do trono de novo deixando pingar um pouquinho pra fora *na hora todo mundo percebe q é café
*desce do trono como se fosse um penhasco
Ma: pessoas novas...!
que surpresa
prazer gente eu sou a MayGabi, rainha dos gatinhos
e dona dessa vila aqui toda!
H: prazer eu sou o henry
P: prazer eu sou a... *pensa em algo
toggi!
H: que?
L: eu sou o grande, glorioso, bonitão, Lusk.
Ne: eu sou a Nevaska
eae
*faz um paz e amor
Hb: eu vou ali pra porta
não aprontem nada viu?
Ma: hmmmm...
o que vieram fazer? normalmente não vem gente pra cá...
...não por enquanto
Ne: nós viemos fazer um trabalho e precisamos da sua ajuda
a gente tá investigando uma pessoa que.. talvez tenha vindo pra cá
e a gente precisaria dos registros de quem entrou na vila ultimamente
Ma: eu não posso sair dando nomes de pessoas aqui pra vocês assim
Ne: hmmm... sabe se viu um cara chamado shibaru por aqui?
Ma: ... Shi- o que?
eu não sei gente, não tem como eu saber dentre tantas pessoas que entraram e saíram daqui
Ne: pode verificar pra gente?
Ma: ...
Ne: *puxa o distintivo dourado do shibaru e joga pra ela
a parada é séria. o cara é da ordem
Ma: *olha atentamente pro distintivo enquanto pensa
Li: não acham que se ele for entrar aqui ele não vai entrar desse jeito assim?
H: hm?
Li: ele entraria escondido se fosse entrar aqui, já que ele é da ordem
se vocês tão procurando ele, ele não ia pra um lugar onde a rainha tem nome de todo mundo que entra e sai
Ma: eu vou verificar os registros.
vejam com os guardas da fronteira se eles encontraram alguém
H: ue mas ninguém recebeu a gente
L: ninguém perguntou nome da gente
Li: tinham dois staffs encarregados disso mas eles sumiram...
Ma: o Bessa e o Clocks tavam encarregados disso no lugar deles. eles devem ter tido algum problema
ou... sei lá
H: ja começaram os desaparecimentos aqui?
Li: ...
Ma: ja começaram?
Ne: é, tá rolando uns desaparecimentos pelo lugar todo
e a gente ta investigando isso
Ma: e o que esse menino tem a ver com isso?
Ne: ele... fez coisas erradas e a gente tá buscando ele
Ma: hmmm.... eu não sei eu não posso julgar algo se eu não sei nada sobre ele né? a gente conversa mais tarde sobre isso, ok?
Lily
Li: sim?
Ma: voce ainda tem o seu hotel né? leva eles lá pra eles passarem essa noite
daqui a uns dias vai ser o grande festival
não quero que vocês vão embora antes disso acontecer
P: pode ter certeza que não vamos, rainha música sempre foi e continua sendo minha paixão eu costumava dançar quando criança
Ma: que interessante... togginha né? hehe
então vão lá
e boa tarde ;3
P: boa tardeeee
Ne: °°
ponce?
P: ah qual foi eu realmente dançava quando criança
Ne: a parada não é essa, você concordou em ir ao festival
e as investigações?
P: seja lá o que o shibaru quer fazer, ele vai fazer em lugares com grandes concentrações de pessoas, e se ele escolheu aqui, esse é o ponto dele
Ne: ...
P: ta achando o que minha filha
Ne: *boceja e bota as mãos atrás da cabeça
mas que saco hein
vai ver tem algo interessante nisso aí
**do lado de fora do castelo
Gui: *fecha a porta
vai com deus, pessoal!
H: aqule mano ali parece ser simpático
Li: todo mundo é simpático aqui...
hummmm *olha pra cima
tá anoitecendo, querem comer alguma coisa
H: beleza
L: eu tô com fome...
P: por que nao falou de comida antes?
Ne: meh
Li: vou apresentar pra vocês algumas pessoas daqui
*abre a porta de uma loja
*bate no balcão
Xiulabi! esse aqui é o cara
Xi: hummm
eai Lily o que trás aí?
Li: rapaz esses aqui são os novos caras que acabaram de chegar aqui
**sai um cara de uma porta do lado
??: hum?
Li: ah e esse aí é o kanix, eles sempre andam juntos
H: o que é essa loja?
Li: essa loja aqui é uma oficina de coisas avançadas, eles usam outros tipos de pedras pra fazerem não só armas mas como máquinas e outras coisas
eles costumam fazer as únicas coisas elétricas daqui
L: comequié??? xilofone?
H: XIXUXI?
Li: xixuxi... aksskakskjs
*olha pro relógio
vixe gente... tá tarde é melhor eu ir
Ne: vai lá
Li: *entrega um cartãozinho pra Nevaska
se vocês quiserem ir lá no hotel vocês podem, tem uma pessoinha lá pra ajudar vocês
;)
*sai da loja
Xi: meeee kanix é melhor a gente fechar também
Ka: verdade bora lá
Ne, H, L, P: *saem da loja
Ne: hotel forestvalley hm?
**veem um vulto preto andando
Ne: *olha atentamente pra ele e percebe um rosto familiar
??: *olhando pro lado procurando algo
Ne: ...
ei!
??: *olha pra eles revelando o rosto, de uma pessoa alta, meio magra mas musculosa *percebe-se, o shibaru olha pra eles e diz
sim?
Ne: é você!
Sh: poxa vida que coincidência né? *tira o gorro do casaco
achei que vocês iam tá numa missão agora
Ne: e estamos
o que você tá fazendo aqui?
Sh: bom, como você voltou eu resolvi tirar umas férias né?
relaxar, botar os pés pra cima, curtir um festival
eu sou humano também, não?
hahaha
H: a gente sabe o que você fez
Sh: o que eu fiz? como assim o que eu fiz?
Ne: a gente viu o corpo da Winry no chão, completamente morto
você não tem nenhum senso de humanidade não?
Sh: o que? o que.. como assim? a Winry, morta?
e como tá o Arthur
L: nao de faz de preocupado, a gente sabe que foi você
P: *olha atentamente pra ele
...
°-°
*fica parada observando
Ne: foi você, a gente tem todas as provas!
Sh: e quais são?
e quem é ela? *aponta com o olhar pra ponce
P: ... foi você...
Sh: ?
P: foi você que me botou naquela pirâmide!
Sh: voce deve tá se confundindo
H: para de fingir, óbvio que foi você
*pega o distintivo do shibaru e enrola num monte de papel
*joga nele
Sh: *segura, depois de bater na barriga dele
...
H: você matou a Winry depois que ela leu isso aí
Sh: ... ela tinha que aprender a cuidar da própria vida...
Ne: COMO É??
Sh: eu particularmente não gosto de deixar outras pessoas verem minhas coisas pessoais...
Ne: ENTÃO VOCE ADMITE QUE MATOU????
Sh: pra calar a boca dela? digamos que talvez
Ne: *avança num ataque de fúria e soca com tudo a barriga dele
Sh: *vai um pouco pra trás e fica parado com as mãos na barriga
*deixa o distintivo cair
ugh
*se ergue e olha pra Nevaska
Ne: seu... MEXILHÃOZINHO
*soca a cara dele e tenta dar outro soco nele
Sh: *segura Nevaska
u-uh guarda???
algum guarda? alguém?
socorro!
Hb: *passando por ali olha e vê os dois brigando
*corre e entra no meio
opa opa opa opa
que isso gente? calma aí..
Ne: como que eu vou ter calma pra um assassino???
*empurra hb
Hb: *quase cai no chão
*levanta meio sério
moça, e vocês vocês vem comigo
H: °°
Ne: hurrrrr
:l
Hb: *segura Nevaska
Ne: EI ME SOLTA
Hb: Clocks
Cl: *surge de trás de uma das casinhas
Hb: ah perfeito, clocks ce consegue levar esses caras aqui pra prisão enquanto eu converso com o senhor aqui?
Cl: *segura a Nevaska
L: ouououou qual foi a gente não vai ser presos não tá maluco????
Cl: *olha pra trás e vê um cara bem alto e forte passando
ei, gerbidal, por favor
Ge: qual o problema?
Cl: cuida desses guris aqui pra mim
Ne: ME LARGA LOGO SEU RELÓGIO
*tenta segurar os braços do clocks mesmo estando imobilizada
Cl: eu quero ver se você vai falar isso depois...
Ge: *carregando um em cada parte de um jeito indescritível
eae pra onde a gente leva essas caçamba véia?
Cl: me segue
*vão se distanciando
Hb: humph
senhor, pode me dizer o que acontece-
*olha pra trás
...
senhor?
...
...
*não tem ninguém...
No próximo do de Najiyu:
Najiyu Ep 9 Nós somos prisioneiros! Por enquanto
🕵️‍♂️
submitted by henrylore to Najiyu [link] [comments]


2020.09.08 02:12 mamedesmanu SOU BABACA POR QUERER TER UM POUCO DE PAZ?

Antes de falar, eu gostaria de ressaltar que minha mãe era bastante ausente por ter que trabalhar durante o dia e por isso meu pai passava a maior parte do tempo comigo, já que ele só trabalhava na parte da noite e não eram todos os dias.
Bem, em junho deste ano, meu pai faleceu de câncer. Ele ficou um ano inteiro lutando contra isso e todos aqui em casa, inclusive eu, ficamos arrasados, mas sempre tentamos ser o mais fortes possíveis para o meu pai saber que íamos passar por isso juntos. Minha mãe sempre ia com ele nas consultas e eu os levava de vez em quando depois que meu pai fez uma cirurgia para retirar o tumor. Eu passava os dias praticamente sozinha em casa, meu irmão chegava do trabalhos às 18:00, mas como ficava cada um no seu canto, a gente só se via na hora de comer algo ou quando precisamos perguntar algo um para o outro. Eu fazia as tarefas em casa para ajudar minha mãe e tentava deixar tudo do jeito que ela sempre queria/gostava. Eu e ela não temos uma relação muito boa. E esse é o ponto.
Todas as frustrações e coisas que aconteciam com ela, acabavam indo pra mim. Ela se estressava no trabalho e descontava em mim, brigando por coisas mínimas como não ter lavado uma colher que eu tinha acabado de usar ou por ter me esquecido de fazer um única coisa que ela tinha pedido. Isso sempre aconteceu e quando eu tentava me defender, ela dizia que era ela que tava trabalhando e que pagava as contas. Eu só teria moral de falar algo quando estivesse fora do teto dela. Isso também acontecia com minha irmã, mas por ela ser mais velha e ter conseguido o primeiro emprego bem mais rápido, ela pagava todas as coisas dela para não ter que escutar nada. E meu irmão nunca deu importância pra nada disso.
Eu tinha acabado de passar por momentos um pouco ruins na minha vida antes de perder meu pai. E quando ele morreu, tudo desmoronou. Eu não via sentido em quase nada e ainda to bem abalada com tudo. Eu só estou buscando paz. Mas minha mãe quer controlar tudo na minha vida. Eu não sou muito sociável e por isso tento me esforçar pra ser, ainda mais na internet. Mas eu não posso arrumar amigos fora da igreja porque para minha mãe, eles só irão ter uma influência negativa na minha vida por serem do “mundo”. E isso me faz ter que me incluir numa bolha que eu não me sinto confortável, eu não me sinto bem sendo forçada a ir na igreja, a fazer coisas que não fazem sentido para mim. Eu não me sinto confortável dentro da minha própria casa.
Estou planejando me mudar faz uns meses e estou apenas tentando conseguir outro emprego para que tudo comece a dar certo e eu consiga sair daqui. Mas toda as vezes que eu menciono o assunto de morar sozinha ou apenas viajar sozinha, ela diz que eu não posso fazer isso, mesmo sendo eu mesma quem vai pagar tudo. Que eu tenho que guardar dinheiro para casar, que eu vou sair de casa apenas quando casar. Diz que a pior decisão da minha vida vai ser isso e que eu não posso deixar ela sozinha já que minha irmã casou e foi para outro estado. Que eu tenho que cuidar dela e ficar aqui pra ela. Sendo que ela mesma nunca me apoiou emocionalmente quando eu mais precisava. Eu sei que ela ficou arrasada com tudo isso, mas eu fiquei tanto quanto ela. Sou babaca por querer sair de casa e poder ficar em paz bum lugar que eu me sinta em casa e bem?
Me desculpem pelo tamanho da história e também por qualquer erro na hora de digitar.
submitted by mamedesmanu to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.24 13:53 yungyulia A solidão de uma mulher frustrada

Bom dia, tenho 20 anos e acho que não vivi suficiente mas espero viver bastante para ter outra concepção sobre a vida, enfim, não sei se mais alguém que teve um relacionamento também se sente dessa forma, eu tive três mas em geral sinto que não tive nenhum e em particular o último me afetou bastante de forma em que terminar foi um alivio, sofri tanto durante o relacionamento por inumeros motivos que ao terminar só senti um vazio imenso que nada preenchia e junto com isso me fortaleci na ideia de que só preciso depender de mim e unicamente disso mas no fundo sei que isso é como se fosse uma filosofia de viés pra amenizar o fato de que eu sinto que eu poderia ter algo estruturado mas não consigo depender emocionalmente de alguém e nem quero que outra pessoa dependa de mim também pois isso não é saudável, em outras palavras, eu só consigo confiar em mim mesma mas a minha maior vontade é casar porém de alguma forma eu me tornei incapaz de projetar isso em outra pessoa e as vezes me sinto diferente, não chega a ser uma tristeza e sim um desconforto por ter me tornado o que sou hoje em dia e por pensar dessa forma.
Eu me culpo bastante por não ter tido inteligência emocional pra lidar com as pessoas e carrego nas costas o peso do fracasso como se fosse todo atribuido a mim e minhas atitudes, isso me serviu de bom aprendizado o qual não farei uso nenhum ja que vejo a maioria das pessoas como temporarias, tive alguns rolinhos que continuo conversando até hoje de forma amigavel mas lembro da sensação de irritação que eu senti quando passava tempo demais com quem quer que fosse, porque na bolha social você atua até certo ponto e isso vai se esgotando, ao passar das horas era como se todas as pessoas fossem uma estrutura oca e que tudo tinha que partir de mim e unicamente de mim, como se tudo o que o outro fazia era tão interessante a ponto de eu ignorar minhas vontades e gostos pra me afundar no lago a convite de narcisos, o que faz bastante sentido pois ao buscar relacionamentos a gente tenta achar o que mais se aproxima do o que somos, pelo o que prezamos e o que fazemos e já sabendo disso, creio que ser humano nenhum seja suficiente pra me fazer simular um interesse maior, prefiro coisas ao acaso. Enfim, eu deveria ser quem se interessa pelo o que o outro faz e por ai vai.
Futuramente eu espero ter um relacionamento novamente, principalmente após essa pandemia que me serviu como alavanca pra longos periodos de reflexão que me atormentaram durante dias a fio. E pra finalizar, existe uma fala da personagem Jo March em Little Women a qual ela diz :
Women, they have minds, and they have souls as well as just hearts, and they've got ambition, and they've got talent, as well as just beauty. And I'm so sick of people saying that love is just all a woman is fit for. But I'm so lonely,” : Mulheres, elas tem pensamentos e elas tem almas assim como apenas coração, e elas tem ambição e talento, assim como beleza. E eu estou tão cansada de pessoas falando que amor é tudo o que uma mulher precisa, mas eu estou tão solitaria. (A tradução não esta exata, fiz de forma que desse sentido a frase).
submitted by yungyulia to desabafos [link] [comments]


2020.08.24 04:09 Baury Minha namorada não pretende parar de fumar

Namoramos há 3 anos e meio. Nos conhecemos nos últimos anos da Faculdade, e na época eu também fumava. Dizer que cigarro é ruim é mentira, é bom pra caramba enquanto você fuma. Mas, quando fumante, eu sempre tive a consciência de que era algo ruim pra mim e que eu não pretendia levar por muito tempo. Acho que eu fumava porque a maior parte dos meus amigos fumavam, os rolês universtiários e o bar da Faculdade eram bem presentes na minha rotina e foi um período meio inconsequente, em que eu não esperava muito da vida.
Depois que meus amigos pararam e os rolês univesitários ficaram para trás, decidi parar também. Foi bem fácil. Não fumo desde então.
Isso ocorreu há uns dois anos. De lá pra cá fui gradativamente me transformando em um anti-tabagista. No início fazia alguns comentários para minha namorada parar de fumar, depois passei a evitar beijá-la enquanto ela estivesse com gosto de cigarro, e posteriormente tivemos algumas discussões e brigas bem sérias sobre isso.
No meu caso foi fácil parar, mas entendo que para outros é uma tarefa árdua. Ela começou a fumar bem jovem e os pais, tios, e amigos próximos também são fumantes. Em uma de nossas brigas recentes ela disse que não pretende parar em breve e que isso faz parte de quem ela é. Isso me deixou muito preocupado. Não consigo entender como alguém sequer cogita a possibilidade de parar com um hábito ruim que só prejudicar a sua vida e das pessoas ao seu redor.
Já falei algumas vezes que se relacionar com um fumante tem se tornado um dealbreaker para mim, mas é complicado levantar esse ponto pois quando eu também era fumante quando nos conhecemos.
Amo muito minha namorada e penso em algum dia constituir família, mas não quero me casar e ter filhos com uma fumante. Não quero ver minha parceira envelhecer precocemente, ficar com um mau hálito nojento, dentes amarelados, pigarro, e estar sujeita à uma expectativa de vida dez anos menor. Também não quero que meus filhos tenham mais chance de se tornarem fumantes.
Estou muito chateado com essa situação toda, e sinceramente me questiono até onde tenho o direto de ser duro e bater o pé sobre não vou aceitar mais namorar uma fumante quando eu também já fui um no passado.
submitted by Baury to desabafos [link] [comments]


2020.08.23 23:39 plotino_ Não importa o que você faça: o grande Deus da vida é o acaso

Antes de me decidir, passei por três diferentes cursos em federais. Tive contato com pessoas de estilo e ambições diferentes.
Hoje, passados 8 anos de meu ingresso no primeiro - e já formado há dois anos, observo que quem rege nossa vida é o acaso. Os antigos chamam de fortuna.
Vejo pessoas medíocres que deram muito certo sabe-se lá como.
Uma amiga que mal sabia escrever hoje vive bem na Europa. Um colega extremamente mau caráter virou vereador. A pessoa mais inútil e infantil que conheci casou-se com um cara rico e está bem empregada. Um quarto amigo que odiava estudar herdou uma herança .
Em contra partida vários colegas brilhantes permanecem na medíocridade.
Um amigo inteligentes que estudam para mega concursos desde o governo Dilma hoje pegam o pior crise da história da República. Uma colega super esforçada se especializou tanto porém sua empresa faliu, hoje está desempregada há dois anos. Um terceiro entrou num ramo de imóveis e tomou prejuízo da milícia (até o juiz está envolvido). A quarta decidiu se casar com o marido que amava, teve filho e o mesmo morreu deixando-a pobre e com filhos.
Vejo que pouco importa o que você faz ou quais são seu planos: no fundo, manda o acaso.
Dessas três experiências em cursos como Economia, Contabilidade e Letras, vejo que ainda, no Brasil, impera as velhas manias sujas de dar certo: falcatrua, aproximar-se de poderosos.
De resto, você está jogado num universo em que pouca coisa vai depender de você. Seja quanto for seu esforço.
submitted by plotino_ to desabafos [link] [comments]


2020.08.23 10:34 Sempsei Viver sem Sentir

Eu realmente entendo as pessoas, entendo essa necessidade constante e finita de sentir, crer e ter sentido. É por isso as pessoas acreditam em Deuses, sempre foi assim, desde os tempos das cavernas até chegar no tempo do vazio. E se você discordar que hoje - sempre foi - mas hoje, a sociedade se encontra em um limbo de vazio nunca antes visto. Só de pensar em como o mundo flui atualmente, já vemos o seu vazio. Mas, voltando ao assunto principal, o sentir e ter sentido é algo natural do humano, todos (quase), temos a necessidade de sentir e ter sentido, seja ela natural, ou induzida desde o primórdio de nossa existência. Pensar que toda a cartela de crenças é passada pelo ambiente que crescemos, seja em casa, escola ou cultura. Mas, falar disso é algo que realmente me deixa pensativo, a forma como as pessoas vivem suas vidas crendo e implorando por sentido é mais vazia do que aquele que não vê sentido em nada.
Mas, na real, eu não ligo para sentido, e nem para o vazio da existência, eu só penso em viver minha vida conforme meus princípios, conforme minha vontade, uma vida baseada na Força Ativa e vontade de potência. É por esse motivo e outros, que não costumo julgar atos, nem mesmos aqueles que as massas consideram ultrajantes e cruéis. Para mim, qualquer pessoa tem o direito de fazer aquilo que ela bem-quiser, caso for algo que a "Lei dos Humanos e sua Moral" considere ultrajante, essa pessoa terá que pagar no "Sistema Humano". E não, não estou escrevendo em aspas como forma de separar de algum sistema ou lei religioso. Na verdade, eu até questione esses "Leis, Moral e Sistema que criamos", até porque sua existência é a prova que os fracos venceram, a prova que a Força Reativa vendeu a Ativa (Filosofia de Nit só para esclarecer).
Não que eu esteja falando que a vida em sociedade teria que ser sem leis, pelo contrário, em sociedade, devemos infelizmente, conjuntamente, fazer de tudo para viver em sociedade hahaha. Mas, que isso é algo desagradável, sem dúvidas que é. Se você está com dificuldade para ver o ponto, repare em um único e simples exemplo: "Tocar musica alta em apartamento". Já sabe o que acontece, a lei e moral humana, detona toda a sua vontade de potência. Por isso não julgo atos considerados ultrajantes, apenas vivo minha vida, até porque julgar não muda nada, mas atos sim. Mas, agora eu quero falar de alguns filmes que retratam coisas específicas da sociedade, para você ver um vazio em determinadas coisas. Lista: " O Abutre, Rede de Ódio (Netflix), Taxi Driver e Clube da Luta", esqueci de alguns agora, mas dois desses já está de bom tamanho. O Abutre e Rede de Ódio eu recomendo demais para assistirem.
Vamos ao que eu realmente estava querendo dizer agora, o "Viver sem Sentir". Imagine viver uma vida inteira, sem sentir nada, sem ter sentido em nada, te faz questionar o que é viver, certo? Bom, é ai que entra um "Paradoxo", podemos dizer assim, as pessoas desde os primórdios da humanidade e seu pensar, buscaram sentido e sentir em tudo, assim que fomos forjados, então quando se renega isso, você está vivendo agora, ou deixou de viver? Vivem sem Sentir, é o que as massas não querem, viver sem amor, sem um sentido maior, mas isso é realmente real e necessário? As pessoas passaram a vida aprendendo que o "normal" é cresces, estudar, trabalhar, casar e ter uma família. Mas, por que? Por que não podemos viver somente? Por que é considerado estranho? Vazio? Para mim, todas essas alegações são frutos de uma mente alienada em princípios antigos e dogmas que criamos. Você pode fazer o que quiser, nada pode se sobressair sua vontade. Mas, claro, isso de "Viver sem Sentir" que as massas querem passar longe, é uma bolha que ninguém realmente sabe como é. Até porque quem vive nela não liga e acha as massas tolas. Mas, é algo lindo de se pensar.
Viver uma vida livre, chega até dar medo né? Mas, é por isso que as pessoas não gostam, porque ela é escassa de sentido! As pessoas gostam de sentido! Seja lá qual ele for. Mas, todos devemos admitir, vivemos uma vida e círculos de relações vazios, não conhecemos nem nós, quanto dirá os outros.
VIVA A VIDA CONFORME A SUA VONTADE, SEM DOGMAS, SEM LEIS E ATÉ SEM SENTIDO, A VIDA PARA DE PESAR E COMEÇAR A SER VIDA!
OBS: Texto está sem revisão e algumas pontuações podem estar faltando, avisar para não me julgar.
submitted by Sempsei to u/Sempsei [link] [comments]


2020.08.23 06:19 Furao_do_mato Sinto que deveria assumir minha sexualidade (e minha possível romanticidade), mas não quero (H, <18)

Desde o primeiro semestre, eu venho me identificando muito com os espectros assexual e arromântico e eu estava orgulhoso no "armário", já que, apesar de querer me casar e ter filhos um dia, nunca me senti um "perdedor" por ter passado o ensino fundamental e médio "BV", inclusive achava até desconcertante e sem sentido isso de quase tudo na vida de um homem se resumir a sexo e beijo na boca, tanto para heterossexuais, quanto para não-héteros.
Só que, quanto mais eu entendia sobre a causa aro/ace aqui na internet, mais eu via o tipo de opressão que meu grupo sofre (não vou descrever, mas parece o tratamento dado a homossexuais no século XIX) e descobri que o pior de todos é apagamento de identidade. Depois de ter visto um vídeo execrável cheio de desinformação e ofensas sem sentido, comecei a pensar o quanto as pessoas podem fazer associações e simplesmente não querer entender o que sinto.
Então, aí é que entra a parte de me assumir. Não quero ter que "sair do armário", porque, não vejo necessidade de me expor a um risco desnecessário com possibilidade de julgamento e represália de uma família que já disse "Casamento é ruim, mas namorar tudo bem que é impossível um homem viver sem mulher" e "Quem não gosta de mulher deve gostar é de homem" (como se fosse algo ruim ser gay, além de anular não-binaridade e a possibilidade de não sentir atração sexual e romântica alguma ou só em casos muito específicos) apenas para mostrar que eu existo e não sou como o mundo afirma ser.
Ainda queria desabafar essas coisas com pessoas próximas, porém não seria útil que fosse com parentes próximos e não sei se há alguma necessidade de falar essas coisas para meus quatro contatos de Whatsapp.
Queria a opinião de vocês de até que ponto é relevante eu me assumir e se realmente vale a pena romper os preconceitos da minha família que tem uma "bela" inclinação para a acefobia (preconceito contra o espectro assexual) e para a amatonormatividade (acreditar que namoros são mais importantes que relacionamentos de afeto não-românticos, como o platônico, apesar de que o termo também pode se referir a como um casal deve ser e quais tipos são válidos); além de que existem casos de pessoas que desenvolvem sexualidade e romanticidade tardiamente e desfazer uma declaração minha só geraria muito mais opressão no meio familiar.
submitted by Furao_do_mato to desabafos [link] [comments]


2020.08.19 19:50 anonima-sua-amiga Fui babaca por contar a minha tia que seu marido a traia e me assediava no dia de seu aniversário de casamento?

Oi Luba, editores, possível convidado, gatas e turma que está a ver.
*aviso, essa história ocorreu a 2 anos atrás, quando estava com 12 anos (hoje estou com 14), e também me desculpe pela história gigante, eu quando escrevo qualquer coisa gosto de deixar todos os detalhes*

Eu sempre fui mais próxima da família do meu pai do que da família da minha mãe (nós só nos vemos em datas comemorativas ou em feriados), então eu tinha mais contato com a minha tia, meu primo e meu tio. Minha tia é médica e trabalha muito, então vejo ela com menos frequência, meu tio é policial que trabalha em outra cidade em monitoramento nas estradas, então eu o vejo raramente. Meus tios se casaram por conta do meu primo, porque minha tia engravidou dele e na época ela teve que se casar com meu tio para não dar algum B.O. na justiça (não sei muito bem sobre essas coisas, mas só sei que ela teve que se casar com meu tio por causa do meu primo), na época ela não sentia nada pelo meu tio, e ele igualmente por ela, mas acho que com o tempo eles começaram a se gostar. Desde muito nova meu tio adorava me dar doces e eu como uma bela criança aceitava porque não existe outra coisa que criança mais gosta além de doce; e com os doces que ele me dava, eu comia, brincava, e quando me sentava ele começava a fazer carinho em mim. Na época eu não me importava porque não sabia, mas ele sempre fazia 'carinho' perto dos meus seios e bunda, mas ele fazia de um jeito que me desse sono, então eu não reclamava, já que sempre dormia. Ele também sempre quis ter uma filha, então quando eu ia na casa dos meus tios e eu ficava vendo meu primo jogar videogame (já que eu gosto mais de assistir do que jogar em si), ele sempre ia pro quarto onde estávamos, ficava deitado perto de mim, fazendo carinhos naqueles lugares, sempre dando mais atenção pra mim do que seu próprio filho. Meu primo não sei dizer, não sabia se ele não via ou simplesmente não se importava, porque ele em nenhum momento soube disso. A dois anos atrás, minha tia resolveu fazer um encontrinho entre família e alguns amigos dos meus tios para poder comemorar seu aniversário de casamento pela primeira vez (já que ela nunca comemorava), e me chamou, assim como meus pais, mas eles não podiam pois no dia estavam atolados com trabalho, então fui eu junto da minha avó. A festa correu bem, eu ficava perto dos salgadinhos e as vezes conversava com meu primo, até que chegou a hora de eles fazerem uma reunião entre meus tios. Teve bastantes declarações entre eles e essas coisas fofinhas, até que quando estava prestes a acabar a reunião, eu sai pra poder ir ao banheiro e quando estava voltando para o local, eu sinto alguém me puxar, me oferecendo um doce (não é preciso ser um gênio pra saber que era meu tio). Eu, que nessa época tinha acabado de descobrir sobre assédio e essas coisas (já que meus pais trabalham o dia inteiro e não tinham tempo pra me explicar sobre isso e a minha avó que achava que era melhor meus pais falarem sobre isso comigo e não ela, eu antes disso tudo tinha descobrido o que era assédio na internet e na hora fiquei chocada e horrorizada), eu tinha recusado, dizendo que queria voltar pra reunião o mais rápido possível. Ele me soltou, e disse que estava indo também, e nós dois fomos juntos. Eu estava extremamente desconfortável na sua presença, lembrando de tudo que ele fez, me afastando cada vez mais de seu corpo. Chegando na reunião, quando minha tia falou que quem quisesse se posicionar sobre alguma coisa, poderia. Naquela hora eu estava com uma puta vontade de levantar, então eu fiz e minha tia me permitiu falar. Eu falei pra todo mundo todos os assédios que ele fazia comigo, o estupro que ele quase cometeu comigo também, além de possivelmente trair minha tia; já que quando eu ia na casa deles, os horários que ele saia e voltava eram muito suspeitos, então eu especulei isso (no final eu acertei, já que depois de tudo ele realmente admitiu que traia minha tia). Começou um alvoroço do caralho, minha tia indignada questionando meu tio sobre isso, meu tio me olhando com raiva, meu primo metendo o foda-se ligando pra nada jogando no celular com um olhar confuso, os amigos dos meus tios surpresos, e eu e a minha avó olhando para a cena com um olhar pleno, adorando ver o circo pegar fogo (quando eu descobri o que era assédio, eu contei pra minha avó, por isso que estava pleníssima). Sobre o estupro citado lá em cima, foi em um dia em que eu tinha meu curso de inglês e eu estava 0% disposta a ir, por isso fingi dormir para poder faltar. Meu tio estava lá, e quando ele percebeu que minha avó estava distraída vendo a novela dela, ele veio no meu quarto, subiu em cima de mim, e começou a me tocar em todo lugar. Eu estava fingindo dormir, para poder tirar minhas conclusões de se aquilo era realmente assédio mesmo (eu já tinha a conclusão, mas eu queria ver até onde meu tio seria capaz de ir), e quando eu percebi que ele estava prestes a tirar o cinto, eu fingi acordar falando que queria ir no banheiro e ele foi embora de lá. Conclusão: meus tios se divorciaram, mas estão passando essa quarentena juntos por conta do meu primo. Meu pai ficou sabendo disso tudo, menos minha mãe, porque se não ela poderia até matar meu tio se deixassem; e eu nunca mais vi meu tio de novo.

Desculpa de novo pela história grande, e foi isso
submitted by anonima-sua-amiga to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.18 20:41 KimiTanoshimu As Aventuras Desaventuradas de Pêra (#3)

Era uma vez, em tempos tão longínquos como o local em que esta história se passa, uma bela princesa, a jovem Pêra. Delicada como uma árvore nos seus primeiros anos de vida e doce como o fruto amadurecido que um dia dela cairá, Pêra passara grande parte de sua vida numa torre. Fazia-lo por opção própria.- É para criar tentação - alegava, usando uma história para crianças como justificação para seu pai.Este, extremamente cético quantos aos métodos de sua filha, até chegou a ameaçar de espingarda um ou dois pretendentes, mas admitira que a altura chegara e ela deveria arranjar um marido.Metros e metros, hectares e hectares, semeados de homens, cobertos de cavalos, carroças e joalheria. Depois de inúmeras horas, provavelmente até dias, a escolher a pente fino, a verificar passados e qualificações, três candidatos foram escolhidos e submetidos à pior das provas, mostrar à princesa o porquê de deverem ser escolhidos.
Entrou pois o primeiro, João Abreu:- Soys princesa ou soys anjo? Que tal língua que tanjo, Não te consegue descrever De tal beleza que estoy a ver.
Nos teus braços desejo voar Por João Abreu me poderás tratar Mas que serve uma apresentação Se não me for oferecida a tua mão?
(Pêra corou brevemente)
- Encantada estou com sua presença Com tal língua de habilidade imensa Acredito que não me tenha de apresentar Mas sou Pêra, parastes aqui para casar?
Movido pela reação da dama, convencidodisse:
- Pois então, pois venho! Uma grande população reino E se vós quereis o melhor que há Não procureis mais, à sua frente o está.
Ao sentir a presunção do dito João, Pêra, acertiva respondeu:
- Com a língua tem tu cuidado Não és mais que um mísero delegado E tal como na realeza, na poesia Desgosta-se o uso abusivo de ironia.
Envergonhado e acorbadado, fugiu com a espada entre as pernas, o mal sucedido delegado.
Surgiu assim o segundo, Manel Ferreira:- Oh Princesa dos meus olhosOh Rainha do meu coraçãoOh minha pura tentaçãoOh Alegria aos molhos.
Em ti confio mi vidaEm ti e só em tiEm ti um amor ardente vi.Em ti vejo uma boa vida vivida
(Pêra, encantada, reveu o perfil do jovem promissor. Só para se atormentar com o rank do pobre coitado no Lol...)- Oh pobre mocim'...Oh pobre mancebo cansadoOh pobre és e desesperadoOh pobre, então faremos assim:
- Eu com urgência necessitoEu não tenho defesa ou seguroEu tenho má fé e medo do escuroEu procuro um pequeno guardazito.
Sem perguntas que trouxessem má fado, sacou de um capacete e pôs-se logo a postos.
Chegara, por fim, o terceiro, O Mestre, ahm... Mário Ramos.- Oh que bela em pessoa soys!Ao natural, sem ilusõesMesmo encanto e tentações,E vaidade não falta pois.Neste mundo em que somos peõesVivamos não como um mas como doisE que esta rima isso simbolizeE sua magnificência caracterize.
Minha jovem dama dos céusCom honra e sem desleixoMinha benção deixoAos deuses meusE nem que se sacrifique gueixoMas que soltem os meus escarcéusPois nunca me senti tan desejadoE em tua grandiosidade estou atado.
Manel, agora guarda real feito, conjugado pela própria palavra real e tendo assim prometido manter a rainha a salvo, de forma a honrar tal palavra, ou pelo menos achando que assim o fazia, disse:- Para que vindes cavaleiro sovina?Para armar a esperteza?Para tentar alcançar a realeza?Para passar a perna a menina?
Acredites que vejo o sal na águaAcredites que vejo o vinho no pãoAcredites que não te vejo um único tostãoAcredites que te vejo a lhe criar mágoa.
De forma a seguir o direto, mas correto discurso do crente Guarda, disse assim a princesa:- Para que vindes então Cavaleiro?
Espantado por o que achara outrora um espantalho ter ditado uns belos versos, Mário rapidamente respondeu:
- Pois, bem, ahm, público difícil?Venho aqui um engenho meu demonstrarMas primeiro tenho que me certificarQue o guarda aplaudo, mesmo peridócil!Acredito que minha obra venha para ficarE substituir papel, pombo e estêncil,Este promove a comunicaçãoE WhatsApp é o nome que lhe dão.
Vendo a futura rainha com traços de curiosidade, Mário finalizou em estilo:
- A partir desta maquinetaPremir botão aqui,Botão ali,Mensagem para o pai, o filho e a netaFácil para todos, até para um lóquiSem discriminação, de gênero ou pernetaExperimente princesa, cortesia minha(É que para falar mais ninguém eu tinha).
A Princesa encantada, aventurou-se com a traquitana durante horas e horas e ao ver que o jovem inventor ainda se encontrava lá, à espera da sua reação, decidiu agradecer-lhe com um beijo, por lhe oferecer tal presente dos Deuses.Mário pifou. Como se diz em tempos mais futuros, mario.exe stopped working. Mário, que antes se apresentava apenas com intenções artísticas e económicas perante a princesa, viu um universo à sua frente e sempre que ficava sem ar, (ou pelo menos imaginava-se porque teorizara que no espaço não haveria ar), respirava o momento daquele beijo na sua agora rosada bochecha.Numa voz envergonhada e hipnotizada, disse:
- Pode ficar com o produto é uma oferta da casa princesaa aaa aE depois de alguns segundos, despediu-se e partiu, um tomatinho feliz a caminhar sobre o pôr do sol.
-Que farei eu agora meu guarda fiel? Nenhum dos 3 pretendentes foi escolhido... Bem não é tempo para mágoa, amanhã voltamos à seleção! - disse a princesa.
Enquanto isso, Mário voltava para a sua cidade Natal mais rápido que com qualquer cavalo devido a uma das suas mais recentes invenções, botas 'a jato'. Eram na realidade alimentados por uma fonte renovável de...- Finalmente cheguei! Não sabem o que me aconteceu! - disse o inventor.
Após chegar ao destino, tinha parado em casa de uns dos seus melhores mates, Lori e Manchester Kibizan.
- Estava a apresentar aquele meu produto à princesa, o que vos agradou também e ela não só amou como me deu um beijo como forma de agradecimento. Eu, eu acho que há mais que se diga da coisa, depois de amanhã vou ter com ela com outra invenção para continuar o namorisco, agora tenho que ir trabalhar nela mesmo, durmam bemmm!
E assim se despediu. Vendo esta reação e história tão estranha e súbita, Lori disse:
- Ele é bom rapaz.Ambos levantaram os ombros em concordância e continuaram o que estavam a fazer.
No dia seguinte ambos partiram cedinho na demanda para ir ter com a princesa. Chegaram bem mais rápido que o que seria necessário com as botas a jato personalizadas que Mário lhes fizera, que já agora utilizam um material...
- Eeeeeeish - disse Manchester. º
A fila que viam à sua frente de homens e de até várias mulheres, era humanamente impossível, bem em teoria, porque ali estavam. Não estavam interessados na princesa em específico, por isso foram sorrateiramente se aproximando da sua torre. Quando chegaram lá viram a princesa. Parecia cansada e irritada, mas para que é que estava esta gente toda aqui? Eventualmente, a princesa viu-os e avisou Manel para fazer a chamada para o lanche da manhã. A fila rapidamente desfez-se e várias pessoas reuniram-se em tendas ou acampamentos, mantendo civilizadamente a ordem.
- A que devo a vossa presença? - disse a princesa à dupla com quem mantia amizade há vários anos.- Ouvimos falar das tuas triquinices com uma pessoa especial - disse Manchester.- Gostávamos de saber mais - disse Lori, soltando um riso maroto.Confusa, Pêra respondeu?
- Triquinices? De que falam? Na realidade estou com falta de alguém para com quem as fa...
E interrompeu-lhe Lori para perguntar: - Pois, para que é esta fila toda?
Lori, percebendo a confusão da situação na cara da princesa e de Manchester decidiu contar o sucedido à princesa que lhe fez o mesmo.O resto é história, quando Mário soube o sucedido, de ambos os lados, já tinha sido rejeitado pela princesa, quase desprezado por tal difamação da princesa. E após dias de viagem a tentar buscar sabedoria com uma das melhores amigas da princesa, Rainha Vera, acabou ainda mais desolado, pois os conselhos desta tinham sido desistir da situação, para o seu próprio bem.Assim acaba a história, com Mário deitado debaixo duma árvore, a olhar para o sol. Sem emoção, sem pensamento, apenas com uma dor no coração. Não sabia ele que essa dor o motivaria para outras variadíssimas aventuras, milhares na realidade, até ser conhecido como o grande herói de toda a Terra. Mas isso é outra história.Por fim, sabe-se que Lori e Manchester se separaram de Mário, não por se terem zangado, mas apenas puro destino. Mantiveram, no entanto, contacto. Manel até hoje ainda guarda Pereira, mesmo já não se encontrando em sua torre. Após ter encontrado um plebeu cujo nome apenas tem duas letras, Pêra aventurou-se pelo mundo antes de ter de assumir o seu papel como rainha. Felizmente, acabou por encontrar um homem da selva que lhe preencheu o coração e a satisfez de uma vez por todas.Mário continuou sua jornada, com o coração partido e completamente destroçado, mas sem nunca desistir.
submitted by KimiTanoshimu to mariotoldbyyou [link] [comments]


2020.08.16 13:35 Nicocchi606 Sou babaca?

Bom, nunca tentei fazer isso, mas realmente não sei mais o que fazer. Essa história vai ser meio longa, mas obrigada de coração para quem puder me ceder esse tempo.
Contexto: Sou filha única e ilegítima, nunca conheci meu pai por isso, ele nunca quis me encontrar, não me reconheceu e nunca mandou nenhum tipo de suporte e minha mãe não pede ao governo. Ele não é br e mora em outro país com a mulher e dois filhos. Minha mãe conheceu ele na Itália e sempre amou esse país. Ela veio me ter no Brasil mas sempre quis voltar para lá. Anos atrás, quando eu tinha 12 ela entrou em contato com um ex namorado italiano por e-mail, e em 2 anos decidiram se casar. Obviamente eu era contra, mas ela me levou para Itália contra a minha vontade mesmo assim, e minha família não fez nada já que era "uma chance de um futuro melhor". (Não discordo, o ensino é melhor mas é muito pesado, sem feriados e sem consideração, o Brasil é bem melhor nisso).
O problema: Desde que desci do aeroporto não fui com a cara do homem, mas aguentei pela minha mãe. Mas semanas depois o casamento não deu certo. O cara era um escroto, e nós dois não nós dávamos NADA bem. Naquele mesmo ano, minha mãe me colocou na escola (eu não sabia a língua, e valem duas coisas, ela me fez duas promessas. Não vou te colocar na escola até você se acostumar com a língua. E se não se acostumar em 2 meses a gente volta). Bom, como dizer....foi o inferno literalmente, eu sempre fui tímida, e não sabia a língua, logo fui excluída pela sala. E uma professora parece que se aproveitava de eu não poder me defender pra me humilhar na frente de todos. Enquanto isso em casa, eu passei a nem mesmo sair do quarto, nem para comer pois não aguentava nem ver o marido da minha mãe. E ela não se impunha com a desculpa de "a casa é dele, temos que respeitar". Nesse ano acabei com depressão e fobia social aliás. E agora não duvido nada que ainda tenha Distúrbio de personalidade Esquiva, suspeitas tenho muitas mas só o psicólogo pra confirmar. Me mudei de escola e passei um ano mais ou menos. Mudei de novo, de escola e de casa, nisso tinham passado 2 anos. Outro inferno, minha mãe não conseguiu manter o apartamento onde estávamos morando só as duas. Não tinham móveis em condições de uso, e passei muito tempo tendo que dormir no chão por isso, sozinha em casa a maior parte do dia. Alí a escola estava igual ao primeiro ano, ignorada por todos. E aquilo tudo piorou minha situação, comecei a ter crises de pânico e ansiedade e não consegui mais ir para a escola 15 dias antes de tudo ser fechado pela pandemia, mas não consegui nem mesmo participar das aulas online pelo medo de viver tudo aquilo de novo. Por pouco não perdi o ano... Agora é o 4 ano morando aqui. Nos mudamos de novo, para a casa do pai do ex marido dela, que é como um pai para a minha mãe. E é horrível aqui. Ele tem 86 anos, logo viveu em tempos de guerra e não entende que as coisas mudaram, nem tenta entender os outros, acha que todos tem que viver do mesmo jeito que ele, é REALMENTE teimoso e cabeça dura. Um exemplo: Eu estou de férias, logo quero dormir um pouco mais tarde, o que já é difícil já que em todos esses anos e ainda agora, divido um quarto com a minha mãe, então nem a minha privacidade eu tenho. Ontem não estava conseguindo dormir, acabei pegando no sono as 04:00, acordei às 10:00 e fui tomar café. Ele já entrou na sala falando de como era um absurdo isso. Que eu tinha que comer mais cedo. Razoável? Talvez se fosse só isso. Ele quer que eu siga esses horários dele: dormir às 21:30, acordar às 06:00, almoço às 12:00 e janta as 18:00. Principalmente o almoço, meio dia eu TENHO que estar na mesa. Uma vez eu tava de cama sem respirar por uma crise alérgica e não desci. Ele começou a berrar, jogou o chapéu no chão e saiu falando que eu estraguei o dia dele, que bem ou não, com fome ou não, meio dia eu tenho que descer e assistir eles comerem. Então comer fora? Nem pensar. E minha mãe não fala nada por que "é a casa dele" eu já tô tão irritada com isso! Quer dizer, nas FÉRIAS, eu não posso pegar um dia pra sei lá, almoçar fora com ela, comer um pizza fora, NADA. Por que se não a princesa em casa surta! Desculpa, eu sei que ele tem a idade e mentalidade dele, mas pelo amor de Deus. As vezes sinto que tenho que pedir permissão pra respirar, me sinto sufocada! Minha mãe fala que está tentando melhorar as coisas esse tempo todo, e sou eu que não me esforço. Na verdade tenho medo de quando a escola começar, eu falto bastante por crises de pânico/ ansiedade, é HORRÍVEL mas sei que esse cara vai fazer uma cena maior ainda de me ver em casa.
No final, falando assim, é um pouco do que eu passei, mas viver assim, todo dia em 4 anos, com uma pressão enorme de "ter que fazer tal coisa por tal pessoa ou eu sou mal educada" ou de ter que ser perfeita i tempo todo para agradar fulano porque é a casa dele vem acabando comigo. Minha família e uma psicóloga que eu fui (que eu tive que infernizar a minha mãe para me levar quando comecei as crises) me disse que quando eu tiver 18 vou poder fazer o que quiser..mas não sei se resisto até lá.
No final eu sou babaca? Por que não me esforço para ajudar a minha a "melhorar as coisas" (honestamente eu nem sei o que fazer pra ajudar, ela praticamente me largou na escola e parece que coloca todos antes de mim) e por ficar mal por toda essa situação? De verdade, eu não sei, talvez eu devesse dar mais suporte para a minha mãe? Tratar ela melhor ou algo? Eu realmente não sei mais o que fazer com tudo isso...ou com essas pessoas com quem moramos/ morávamos, é muito insensível da minha parte querer viver? Porque eu tô na Itália, e nunca fui visitar lugar nenhum, Veneza, Milão, Genova, Pisa, nada. Eu só queria um pouco de liberdade nisso tudo.
Desculpem o tamanho do texto, mas obrigada de verdade a quem leu até aqui. Realmente precisava colocar isso para fora.
submitted by Nicocchi606 to desabafos [link] [comments]


2020.08.13 05:22 Na4te Enfim, apenas uma história que me marcou

Bom, eu tô afim de ouvir a opinião das pessoas a respeito desse acontecimento marcante na minha vida.
Diga oque você acha e oque talvez eu deveria ter feito.
É bom avisar q falo a respeito de sentimentos aqui, ADOLESCÊNCIA sabe como é né.
E como eu tenho vergonha de falar isso ao meus mais próximos eu conto a vocês.
Eu sempre fui uma pessoa avessa a relacionamentos, achava q nunca ia namorar ou me casar, Mas uma única pessoa me fez desejar isso.
Aos 8 anos de idade conheci uma garota que tinha tudo pra ser uma simples menina, apenas alguém que eu realmente esqueceria no futuro. Era uma menina beeem tímida e falava baixo, o único contato que tive com ela nesse ano foi apenas de ler e um texto junto com ela e nada mais.
Aos 10 anos reencontrei com ela novamente, porém nada de interessante ocorreu então, vamos pular alguns anos.
Depois de ter mudado de cidade e retornar aos 14, entrei em uma escola que nem queria por causa do meu primo, mas acabei gostando e por lá fiquei. A mesma garota estava lá nessa escola, continuava circunspecta e misteriosa. De vez em quando eu e ela trocávamos algumas palavras, mas nada de demais não chegavam nem a ser uma conversa.
Porém mais pro final do ano eu comecei a reparar muito bem nela, observava a maneira dela der ser oque me causou uma curiosidade.
Eu reparava que as vezes ela ficava me olhando discretamente, mas acho q era pq ela se sentia desconfortavel pelo fato de eu estar observando as vezes.( nada doentio)
Mas havia algo q só pensei depois, por exemplo, reparei que quando as pessoas apresentavam um trabalho ela normalmente não ligava, e ficava distraída com alguma coisa, mas quando eu ia apresentar ela prestava a atenção em mim, SÓ em mim.
Um ano depois aos 15, pouco depois das férias de julho.(agora que a merda aconteceu) Eu a vi sentada sozinha e fui falar com ela, afinal, eu a conhecia há anos e nem fazia ideia de quem ela era, só sabia o nome apenas. Conversamos durante umas 2h seguidas, com um papo muito irado que com certeza iria durar mais se tivéssemos tempo. Foi aí que eu reparei que todo aquele tempo havia uma garota incrível ali perto e nunca tinha "notado".
Eu senti algo que nunca havia sentido antes (paixão), eu passei a adimira-la apenas quando eu realmente descobri quem era aquela garota dos cabelos escuros e silenciosa.
Para a minha decepção, um amigo meu me disse " Eu quero tentar algo com a xxxxxxx!", e oque eu fiz? Nada! Apenas disse " Tenta! Ela é interessante." Eu notava uma possível reciprocidade( não sei se foi coisa da minha cabeça ), ela puxava assunto comigo coisa q não era comum dela fazer com outras pessoas, tinha uma coisa q eu fazia q ela odiava, mas relevava. Por vezes esse meu amigo estava tentando conversar com ela, mas não seu por que ele não conseguia, ela simplesmente ignorava ele e começava a conversar comigo.
(Esse meu amigo não sabe disso até hj)
E por fim, para não acabar com o "esquema" dele, eu me afastei dela com pesar no coração, mas me afastei. Acho q ela percebeu a minha distância e também resolveu deixar isso quieto. Mas o problema é que eu ainda continuava gostando dela, pra caralho. Observei que as vezes esse meu amigo tentava se aproximar, mas ela sempre recuava coisa q comigo não acontecia.
Também coloco parte dessa culpa em mim, afinal, se eu tivesse dito a ele oque queria talvez isso não teria acontecido , e também sempre fui muito tímido e reservado oq fez eu não falar nada pra ela oque realmente sentia.
Na verdade, acho q a culpa é toda minha!
Enfim, no final esse meu amigo desistiu dela e foi "caçar" outra pessoa, mas aí já era tarde demais pra mim. Eu não queria sair como o fura olho nem nada do tipo.
Quando ele já não queria mais nada, acho q ela já não sentia algo por mim ( se é que já chegou a sentir). Daí pra frente foi só ladeira a baixo, descobri coisas que me magoaram MUITO, acho q não é legal entrar em detalhes. E aos meus 16 anos minha mente e meus sentimentos estavam fodidos, e foi aí que eu saí daquela escola por motivos de trabalho mesmo, se não eu teria ficado. Mas algo que me atormentou bastante é que pouco tempo depois q eu saí eu vi ela colocando relacionamento sério com um garoto no Facebook, até hj não sei se foi brincadeira dos dois ou se foi real, mas aquilo doeu MUITO.
Hoje já se passaram mais de 1 ano e 2 meses que nem sequer vejo ela(por sorte ou por azar), mas eu ainda gosto dela, me sinto um otário por isso pq a maioria das pessoas q eu conheço supera algo do tipo em 3 meses ou no máximo 5.
Se tiver se perguntando, é... ela já sabe oque eu sentia , um boca aberta falou. Ela soube em fevereiro, desde então nem mensagem eu mandei mais.
Eu não sinto raiva dela, muito menos desse meu amigo. O único q eu realmente tive raiva foi de mim mesmo.
(Eu não me apaixonei por ela com apenas uma conversa, foram várias.) É bom dizer esse detalhe
Enfim, se você leu até aqui, caso queria opinar ou me dar um conselho fique a vontade. ;)
submitted by Na4te to desabafos [link] [comments]


2020.08.12 01:30 nobody1351 Qual é o problema com a porra do meu trabalho?

Boa parte da população está desempregada, isso a gente já sabe. No desespero de sair dessa situação de merda que vivo hoje estou me candidatando no que vejo e posso. Me candidatei para trabalhar como telemarketing, até aí tudo bem. Fui chamada para fazer uma entrevista e como era online, comuniquei as pessoas que moram comigo que eu precisaria de um tempo só e silêncio. Ao comentar sobre o cargo começaram os comentários maldosos " Vai trabalhar de segunda a sábado pra ganhar isso?" " Vai arrumar um concurso pra você, vão te dar um chute na bunda na segunda semana. Aí vc vai fazer o que?" fiquei extremamente puta. Ainda mais pq dias atrás vieram falando estarem SUPER ORGULHOSOS de um filho do amigo deles que virou UBER, o pai dele deu um carro pra ele e ele aproveitou e se cadastrou no app. "Fulano virou UBER, tá com a vida feita" "Fulano já pode até casar, tá empregado"
Porra, isso é de uma hipocrisia sem tamanho. Nada contra quem é UBER mas tudo contra a quem é HIPOCRITA. Vão se foder. Não passei na porra da entrevista, estão satisfeitos?
submitted by nobody1351 to desabafos [link] [comments]


2020.08.06 09:29 thais021 Sou babaca por não querer engravidar do meu ex?

Olá Luba e turma! A história é longa, mas estou passando por um problemão e preciso desabafar.. Quando tinha 17 anos conheci meu ex de 20. Ele não gostava de rede social, não tinha nenhuma, era um príncipe na terra. Eu frequentava a casa que ele morava com a família, todos me amavam. Até que depois de 3 anos eu conheci a outra namorada dele.. que tbm frequentava a casa dele, e a família tbm adorava ela. Enfim..ate hoje não sei quem era a amante e quem era a namorada, pois ele viajava cmg e tbm com ela, dividia bem o tempo entre as duas. Eu era nova e emocionalmente dependente dele. "Perdoei" essa traição, pois a outra menina desistiu do relacionamento e ele chorou dias no meu portão, eu coração fraco, deixei passar. Até que 2 anos depois eu tive um sonho que ele me traía com uma menina da minha rua.. dei um jeito, invadi o email de trabalho dele, descobri que ele tinha um facebook falso e que nele, ele conversava com 14 meninas. QUATORZE! e já tinha ficado com todas elas. E ele ficava com a irmã da menina do meu sonho. Eu joguei tudo na cara dele, estávamos fazendo planos de casar, já tínhamos o apartamento que estava reformando e íamos casar quando eu terminasse minha faculdade. Ele se jogava no chao de chorar e disse que deveria ter algum problema espiritual ou psicológico, eu não duvido, mas não queria mais lidar com toda aquela carga. Virei as costas e nunca mais voltei. Eu nunca mais namorei, resolvi focar nos meus estudos, estou fazendo mestrado em engenharia química, tenho minha casa e minha vida. Ele casou depois de 6 meses com uma menina de outra cidade que nao conheçia a fama dele. Não durou 2 anos, o casamento., ele terminou a facul de história e ainda mora com a mãe. Ano passado ele me procurou, pediu pra conversar, disse que tinha coisas pra me dizer, resolvi encontrá-lo. Ele me pediu perdão pelo merda que ele foi, disse que nunca me esqueceu e que eu era a mulher da vida dele. Eu disse que infelizmente esse sentimento não é mais recíproco, mas que eu o perdoava. Ele me contou também que estava com câncer. E me pediu apoio nessa fase tão difícil da vida dele. Eu, boa alma que sou, resolvi apoia-lo, passei a levar ele nas consultas, (a mãe dele não pode mais dirigir), então levo os dois. Presto um apoio sempre que da. Ele sempre tenta pegar na minha mão, ser romântico, diz que me ama.. E a mãe dele acha lindo nós dois juntos. Acontece que ele começou uma quimioterapia e o médico perguntou se ele gostaria de congelar seu esperma, pois existe a possibilidade dele perder a fertilidade com o tratamento. Ele aceitou congelar e a partir desse dia começou o meu inferno. Ele implora para que eu seja a mãe do filho dele, pois se ele morrer não vai deixar nenhuma descendência no mundo, manipulou a minha mãe, minha família e a dele, fazendo com que todos pesem na minha mente para engravidar. Minha mãe me disse que eu já tenho 27 anos e que já passou da hora de ter um filho. Ele me liga, chora, implora quase sempre. E eu já não sei mais o que fazer. Quero ser mãe, quero ter filhos, tenho dinheiro, estrutura, maturidade. Mas toda essa história está me deixando maluca. Tenho apenas 2 amigas que entendem o meu lado, mas as vezes acho que o mundo está contra mim. Como depois de 5 anos o cara volta, joga um câncer e um filho no meu colo e eu tenho que aceitar tudo? Enfim, sou babaca por não querer engravidar do meu ex?
submitted by thais021 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.04 03:07 BELA1833 o dia que eu beijei pra arrumar amigos

o dia que eu beijei por popularidade
roi Luba, editores e povo que ta lendo, meu nome é isa, e no 1° ano, eu era meio isolada pq tinha acabado de mudar de escola, eu so tinha 2 amigos (que vou chamar de Carls e Larissa ).Por ser tão isolada resolvi tentar me enturmar, como, pegando o brinquedo do Carls (era sexta o dia de levar brinquedos) ja que todo mundo estava brincando com ele, fui ate ele e educadamente pedi o brinquedo emprestado, e ele negou, minha cabeça n batia bem então beijei ele na bochecha pois havia pensado que se eu o beijasse ele falaria para outras pessoas, e assim foi, ele contou pros amigos que contaram pra outros amigos que vieram falar cmg. E foi assim que metade da escola me conheceu e sabe quem sou eu hj, e tbm foi assim que o nome nunca mais mudou na hora do "com quem sera que a isa vai casar".
submitted by BELA1833 to TurmaFeira [link] [comments]


Who Will Noah Marry? - Episode 8 - The Now United Show ... Skyrim com quem ela se casou? Vantagens de se casar. Lula está apaixonado e vai se casar Escolha muito bem com quem se casar - Padre José Augusto ... Quem se Divorciar e Casar Novamente é Salvo - Paulo Junior ... Se um casal separar-se por motivo de adultério, eles podem ... Misty mostra que quer se casar com Ash! - YouTube Vejam Só! Quem se divorciou, sem ser por adultério e se ... COM QUEM CASAR NO STARDEW VALLEY - TIER LIST Quem mandou você casar essa foi boa kkkkk

Perco a Pensão por Morte se eu me casar? Jornal Contábil ...

  1. Who Will Noah Marry? - Episode 8 - The Now United Show ...
  2. Skyrim com quem ela se casou? Vantagens de se casar.
  3. Lula está apaixonado e vai se casar
  4. Escolha muito bem com quem se casar - Padre José Augusto ...
  5. Quem se Divorciar e Casar Novamente é Salvo - Paulo Junior ...
  6. Se um casal separar-se por motivo de adultério, eles podem ...
  7. Misty mostra que quer se casar com Ash! - YouTube
  8. Vejam Só! Quem se divorciou, sem ser por adultério e se ...
  9. COM QUEM CASAR NO STARDEW VALLEY - TIER LIST
  10. Quem mandou você casar essa foi boa kkkkk

The Now United Girls go driving through Los Angeles. Meanwhile, Noah wants something very American. What is it? Follow NOW UNITED for more updates: Instagram... Felipe Moura Brasil, Augusto Nunes e José Maria Trindade falam sobre o novo amor do ex-presidente presidiário. Inscreva-se no nosso canal: https://tinyurl.co... OMG!! Nem acredito q aconteceu *0*!!!!! Sempre esperei por isso XD Portugues BR Quais são os melhores personagens para você se casar no Stardew Valley? Vem comigo que eu te dou o melhor guia de casamento do jogo e te ajudo a não cair em nenhuma enrascada! #stardewvalley # ... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Vídeo de Feliz. ALL Simon Cowell's GOLDEN BUZZER Auditions And Moments On Got Talent! Got Talent Global - Duration: 59:46. Got Talent Global Recommended for you Obrigado por ajudar essa obra de evangelização. Faça sua doação pelo paypal no e-mail [email protected] Thank you for helping this work of evange... No programa BATE-PAPO, da REDE SUPER, Cássio Miranda recebe os pastores Bruno Barroso e Eduardo Borges para falar se um casal, que separou por motivo de adul... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Skyrim - Modo fácil de pegar a melhor armadura + Dinheiro fácil (entre outras dicas) - Duration: 21:48. Guilherme Coelho 618,193 views